Notícias de Caçador e Região

Ministro do STF é escoltado pela PM após ser identificado em restaurante no litoral de SC  

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, jantava com familiares no bairro Perequê em Porto Belo, no Litoral Norte de Santa Catarina, na noite desta quinta-feira (3), quando foi reconhecido por manifestantes que se reuniram em frente ao estabelecimento para ofendê-lo.

Barroso tem uma casa na cidade. De acordo com a Polícia Militar, que foi acionada até o restaurante, quando chegou ao local, o ministro já havia deixado o estabelecimento. Os policiais seguiram para a residência dele no bairro Vila Nova, onde houve nova manifestação, que foi pacífica.

Na madrugada, por volta das 4h, os policiais informaram que Barroso já havia deixado o local em segurança. Imagens das manifestações circularam nas redes sociais nas quais as pessoas xingavam o ministro e gritavam jargões como “supremo é o povo”.

Cerca de 300 pessoas estavam manifestando, o incidente começou por volta das 22h30 e acabou por volta 3h45 da madrugada, sem maiores problemas e não foi necessário uso de força policial. O ministro seguiu para o aeroporto de Florianópolis, sendo escoltado pela polícia até Tijucas.

Com informações ND Mais 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.