Notícias de Caçador e Região

MEC anuncia professores em grupo prioritário da vacina, mas Ministério da Saúde é contra

O  MEC (Ministério da Educação) divulgou informação nesta quarta-feira, 03, de que professores e funcionários de escolas públicas e privadas foram incluídos na lista de grupos prioritários para a imunização contra a Covid-19.  Porém, segundo o Ministério da Saúde, a vacinação dos professores ainda não tem data para começar e não houve mudança no status desta categoria na lista de grupos prioritários.

Por meio de nota, o MEC diz que o ministro Milton Ribeiro enviou um ofício à Casa Civil pedindo a inclusão dos professores entre os grupos prioritários e que o pedido foi atendido. Milton Ribeiro chegou a comemorar como uma “vitória para a educação brasileira” a mudança que não foi confirmada pelo Ministério da Saúde.

Ao enviar posicionamento que refuta as informações do MEC, o Ministério da Saúde diz que os professores já estavam entre os prioritários e que, neste momento, não há “ampla disponibilidade da vacina no mercado mundial”.

“Os profissionais da área de educação sempre estiveram incluídos no Plano de Vacinação como público prioritário”, informou o Ministério da Saúde em nota enviada na noite de quarta-feira.

“Cabe ressaltar que o Ministério da Saúde recomenda que os gestores de saúde sigam essa ordem estipulada pelo Plano de Vacinação e pelos Informes técnicos”, completou o ministério.
Veja Também

Comentários estão fechados.