Mais sete catarinenses presos pelos atos do dia 8 de janeiro recebem liberdade provisória

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

O ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal concedeu, nesta quinta-feira (02), novas decisões colocando em liberdade provisória presos pelos atos do dia 8 de janeiro em Brasília. Desta vez, o nome de sete catarinenses estão na lista do sistema do STF, que a equipe do ND+ teve acesso. O processo ainda consta outras decisões que correm em segredo de Justiça.

Na terça-feira (28), outras cinco pessoas do Estado também conseguiram o alvará de soltura, que veio após decisões de Moraes. Todas terão que comparecer à Justiça da cidade onde vivem. Na nova lista consta o nome de quatro homens e três mulheres que são das cidades de Joinville, Timbó, Jaraguá do Sul e Balneário Barra do Sul.

A liberdade foi dada com medidas que essas pessoas precisam seguir, caso contrário, podem voltar para prisão. Elas saem com tornozeleiras eletrônicas e precisam comparecer na comarca da cidade uma vez por semana. Além disso, tiveram passaporte recolhido, porte de arma suspenso, não podem se comunicar com outros investigados e não podem acessar redes sociais.

A decisão foi encaminhada para o juiz de execução da comarca de cada cidade. A Procuradoria-Geral da República e à Defensoria Geral da União também foram informadas por meios eletrônicos.

Deputada catarinense visita presos

O ministro Alexandre de Moraes também autorizou a visita da deputada catarinense Júlia Zanatta (PL-SC) e do senador Magno Malta (PL), aos presos do 8 de janeiro.

Os dois parlamentares já tinham ido até a unidade feminina do Distrito Federal. Na época, a deputada relatou serem 55 mulheres de Santa Catarina e que estavam abaladas emocionalmente.

A deputada está em viagem e deve fazer a visita na próxima semana.

Com informações ND Mais 

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp