Notícias de Caçador e Região

LUTO: Morre, aos 78 anos, empresário caçadorense Augusto Francio

Morreu, na tarde desta sexta-feira, 20, aos 78 anos, o empresário caçadorense, Augusto Francio, fundador da empresa Frameport. Ele estava internado há pouco mais de uma semana no hospital Maicé, acometido por dois AVC’s (Acidente Vascular Cerebral), e seu estado de saúde era considerado gravíssimo.

O empresário, com muita visão nos negócios, com uma vida que inspirava muitas pessoas, teve um vídeo seu dando dicas de como chegar ao sucesso, divulgado esta semana pela Polícia Militar de Caçador.

Augusto Francio recebeu no ano de 2017 o reconhecimento de Cidadão Honorário de Caçador, homenagem esta prestada pela Câmara de Vereadores.

Augusto Antonio Francio nasceu no dia 16 de julho de 1943 em Cambém, Estado do Paraná. Filho de Luiz Caetano e Juliana Debertolis Francio, chegou a Caçador em 2 de novembro de 1949, acompanhado de seus pais.

Em 1950 foi alfabetizado no Colégio Nossa Senhora Aparecida. Conclui o Curso Primário no Grupo Escolar Professor Paulo Schieffler, em 1954.

De 1955 a 1958, concluiu o então Curso Ginasial no Colégio Aurora, que era dirigido pelos irmãos Maristas.

Casado com Zilda Brasil Francio, é pai de Ana Cristina, Maria Margareth, Viviane e Maria Fernanda, tendo ainda seis netos: Isadora, Leonardo, Melissa, Laura, Clarissa e Beatriz, além de genros.

Concluído a curso Ginasial, em 1º de dezembro de 1958, foi admitido como funcionário na empresa Sociedade de Indústrias e Construções Ltda., atual Sincol S.A Indústria e Comércio, nesta cidade.

Ao completar 18 anos de idade foi emancipado pelo seu pai para ser nomeado diretor da Sincol. Nela trabalhou até 31 de dezembro de 1978. Orgulha-se de ter grandemente contribuído para o desenvolvimento dessa importante empresa caçadorense.

Ao final de 1961 concluiu o Curso Técnico em Contabilidade na Escola Técnica de Comércio Caçadorense, anexa ao Colégio Aurora, também dirigida pelos Irmãos Maristas. Apenas duas semanas após, com o falecimento de seu pai, assumiu as responsabilidades de chefe de sua família, numa época de muitas dificuldades.

Em 1981 concluiu o Curso de Administração na FEARPE – Fundação Educacional do Vale do Rio do Peixe, mais tarde denominada UNC – Universidade do Contestado, da qual foi seu vice-presidente no período em que instituição passou a denominar-se UNIARP – Universidade Alto Vale do Rio do Peixe.

Em 20 de abril de 1979 liderou a fundação da Frame Madeiras Especiais Ltda – a Frameport – que, atualmente é a maior fabricante de portas de madeiras de Montantes e Travessas das Américas, talvez a maior do mundo. Com mais de oito mil itens diferentes produzidos em suas instalações, a Frameport vende a totalidades de seus produtos no mercado internacional.

Em 15 de fevereiro de 1980 fundou – nominando-a em homenagem à sua mãe – a Juliana Florestal Ltda., empresa especializada em reflorestamento, primeira empresa catarinense certificada pelo F.S.C Forest Stewardship Council, o selo verde internacional. Controlando mais de 12 mil hectares de terra a Juliana Florestal recupera, preserva e enriquece a vegetação nativa enquanto planta, cultiva e colhe florestas de pinus sobre mais de 7.500 hectares líquidos, garantindo o permanente fornecimento de matérias primas florestais à Frame Madeiras Especiais Ltda. Com isso o Grupo Frameport atingiu a sustentabilidade plena de suas atividades no longo prazo.

O grupo Frameport segue desenvolvendo métodos dinâmicos de administração, aplicando continuamente tecnologias modernas para a redução de custos, a melhoria constante do ambiente de trabalho, o treinamento técnico e social de seus colaboradores e a ampliação da sua participação nos mercados internacionais. O Grupo orgulha-se de contribuir amplamente no desenvolvimento florestal, econômico e social de Santa Catarina.

O Sr. Augusto Antonio Francio esteve e está presente na comunidade caçadorense, auxiliando-a na estabilidade e manutenção das suas instituições, e contribuindo para o bem-estar da comunidade.

Há quinze anos a Frameport criou o   Projeto Pescar, que continua criando oportunidades aos jovens em risco social na comunidade caçadorense.

Ao longo da sua vida enfrentou muitas dificuldades e atravessou períodos econômicos alternadamente prósperos e depressivos, comuns nas atividades da base florestal da região. Continua ativo à frente do Grupo Frameport e orgulha-se de proporcionar oportunidades a cerca de mil colaboradores diretos.

Veja Também

Comentários estão fechados.