Notícias de Caçador e Região

Limpeza da ecobarreira comprova necessidade de mais consciência ambiental

 Dia 05 de dezembro, o projeto de extensão Ecobarreira da UNIARP e a Prefeitura de Caçador, por meio da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, realizaram a limpeza da ecobarreira instalada no Rio do Peixe. A quantidade de resíduos está sendo verificada e será divulgada nos próximos dias.

O projeto objetiva a realização da educação ambiental, por meio da ação visual dos resíduos retidos na barreira, bem como apresentar uma análise da quantidade de resíduos retidos, por meio do volume e massa de resíduos, como plástico, metal, isopor e outros.

O professor Roger Francisco Ferreira de Campos explica que a maioria do material retido é matéria orgânica (folhas, galhos e madeira, aguapés, trocos), contudo, pode ser observado uma quantidade significativa de resíduos sólidos, como plásticos, isopor, latinhas, tecidos e borrachas. “Porém, devido a sua densidade, o resíduo mais avistado é o isopor, enfatizando que no município de Caçador, ocorre um descarte irregular de resíduos, ocasionando a necessidade de práticas de educação ambiental”, enfatiza.

Em 2023 será realizada a alteração da placa de identificação localizada na área, buscando apresentar as informações dos resíduos retidos mensamente. A limpeza será realizada mensalmente, apresentando para a comunidade a quantidade de resíduos retidos.

Também fica o alerta para a comunidade sobre a importância da destinação correta de resíduos, visto que todo resíduo descartado nas ruas de Caçador de forma irregular direta ou indiretamente possui como destinação final o Rio do Peixe.

A UNIARP agradece o apoio da Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente pela parceria no desenvolvimento do projeto durante o ano de 2022, em especial ao secretário Arnaldo Bertotto e a equipe técnica que realizou a limpeza: funcionários Odinei, Jorge, Sebastião e André.

Veja Também

Comentários estão fechados.