Notícias de Caçador e Região

Justiça determina internação de adolescente suspeita de matar enfermeira em SC

A adolescente de 16 anos suspeita pela morte da enfermeira Gabrieli Regina Batistella, enfermeira de 28 anos, em Campo Erê, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, foi encaminhada ao CASE (Centro de Atendimento Socioeducativo) de Chapecó por determinação judicial. O crime ocorreu na tarde da quarta-feira (18).

A adolescente de 16 anos suspeita pela morte da enfermeira Gabrieli Regina Batistella, enfermeira de 28 anos, em Campo Erê, no Extremo-Oeste de Santa Catarina, foi encaminhada ao CASE (Centro de Atendimento Socioeducativo) de Chapecó por determinação judicial. O crime ocorreu na tarde da quarta-feira (18).

A vítima morava em Palma Sola/SC, mas passou o dia bebendo e fazendo bolachas na casa da avó, acompanhada de familiares e da mãe da suspeita, que morava na casa da frente, conforme a Polícia Civil.

Perto das 16h30, a adolescente teria ido até a residência da vizinha chamar a mãe para voltar à casa, quando teria iniciado uma discussão entre a enfermeira e a menor de idade.

Ainda conforme a investigação preliminar da polícia, o bate boca evoluiu ao ponto da adolescente pegar uma faca na casa da vizinha e agredir Gabrieli com um único golpe, fatal, na altura do peito. A enfermeira chegou a ser socorrida em Palma Sola, mas morreu em seguida.

O motivo da discussão não foi revelado pela Polícia Civil. Em nota à imprensa, o órgão disse que a adolescente matou Gabrieli por “motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima”.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.