Notícias de Caçador e Região

Justiça aceita denúncia contra trio que planejava jogar bomba no aeroporto de Brasília

O TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios) aceitou a denúncia contra três acusados pela tentativa de explosão de uma bomba instalada em um caminhão de combustível, nas proximidades do aeroporto de Brasília, na véspera do Natal do ano passado.

A decisão é de terça-feira (10), mas estava em sigilo até a última sexta (13). George Washington de Oliveira Souza, Alan Diego dos Santos e Wellington Macedo de Souza foram denunciados pelo crime de explosão, previsto no artigo 251 do Código Penal. A pena para o crime varia de três a seis anos de prisão.

Na decisão, o juiz Osvaldo Tovani, da 8ª Vara Criminal do DF, leva em consideração a confissão feita por George Washington, e afirma que a denúncia do Ministério Público preenche os requisitos para abrir uma ação penal contra o trio, que responderá pelo crime de explosão.

George Washington afirmou em depoimento que gastou R$ 170 mil com armas para um possível atentado com o objetivo de “causar o caos” que levaria à “decretação de um estado de sítio”. Em buscas no apartamento do homem, a polícia apreendeu um arsenal, com fuzis, espingardas e munições.

Relembre o caso

Na véspera de Natal, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) desativou o artefato explosivo encontrado no Aeroporto Internacional de Brasília. Após investigações, a Polícia Civil chegou a George Washington, que confessou ter planejado o atentado.

No depoimento, George também afirmou que é morador do Pará e que foi a Brasília para participar de manifestações contra o resultado das eleições na frente do Quartel-General do Exército, onde o atentado foi planejado.

Os explosivos foram colocados em um caminhão-tanque e a intenção era que a detonação ocorresse dentro do aeroporto, mas o motorista do veículo percebeu o artefato e chamou a polícia.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.