Notícias de Caçador e Região

Jovem que matou duas adolescentes e estava foragido em Curitiba pode ter feito mais uma vítima

O jovem que matou as meninas de Cruz Machado e fugiu do Centro de Socieducação – CENSE de São José dos Pinhais pode ter mais um crime nas costas no período em que esteve nas ruas. Ele é suspeito de ter assassinado um universitário em Curitiba a facadas.

Antonio Bisiewicz Pilaco da cidade de Cruz Machado havia sido condenado a três anos de apreensão por ter matado as duas adolescentes de Cruz Machado. Ele foi encaminhado para o CENSE de Laranjeiras do Sul e foi remanejado para o CENSE de São José dos Pinhais. Entretanto, fugiu do local e vivia pela Capital do Estado.

Os dias em liberdade duraram pouco. Ele foi reconhecido quando concedeu uma entrevista a uma TV e acabou sendo recapturado. Porém, embora os dias tenham sido poucos, parecem ter sido suficientes para ele cometer mais um crime.

Na tarde do dia 30 de maio, um universitário natural de Foz do Iguaçu que cursava engenharia em Curitiba e era descrito por colegas como um garoto simples, tímido, religioso e humilde, foi brutalmente assassinado a facadas quando retornava para casa.

Na ação, ele foi abordado pelo ladrão que anunciou o assalto e pediu pelo aparelho celular da vítima. Câmeras de segurança flagraram a vítima tentando fugir e sendo perseguida pelo ladrão, o qual com uma faca acabou atingindo a barriga do universitário que chegou a ser socorrido em estado gravíssimo, mas não resistiu e morreu.

Após ser recapturado, Antonio Bisiewicz Pilaco, de 19 anos foi ouvido por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) e afirmou que matou o estudante no dia 30 de maio. Embora tenha confirmado a autoria do crime, a assessoria de imprensa da Polícia Civil não se manifestou sobre o assunto e segue com as investigações, comparando características físicas de Pilaco com as do assassino.

Com informações Canal 4 TV 

Veja Também

Comentários estão fechados.