Jornalista catarinense morre em SP após 5º diagnóstico de câncer

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Morreu nesta terça-feira (25) a jornalista catarinense Susana Naspolini, aos 49 anos. A repórter estava internada há mais de uma semana em um hospital de São Paulo, em luta contra um câncer.

De acordo com informações reveladas pela filha da jornalista, ainda nesta terça, era a quinta vez que Susana lutava contra a doença. Ainda de acordo com o que foi repassado, o câncer começou nos ossos da bacia, mas nos últimos dia havia se espalhado por outros órgãos do corpo.

“É com o coração doendo que venho contar pra vocês que a mamãe não está mais com a gente. Ela lutou muito, nossa guerreira! Agradeço muito pelas orações, muito mesmo, muito obrigada, mas infelizmente não deu”, diz a postagem feita por Julia Naspolini, no Instagram da repórter que, por último, estava trabalhando na TV Globo do Rio de Janeiro (RJ).

Publicação

Na última sexta-feira (21), a jovem de 16 anos compartilhou um vídeo em que aparecia visivelmente abalada enquanto falava sobre o estado de saúde da mãe.

“Acabei de conversar com o médico dela e ele disse que o estado dela é muito, muito grave. É gravíssimo. O câncer, ela estava com metástase no osso da bacia e já tinha se espalhado para medula óssea desde julho. (…) Mas a metástase se espalhou por vários outros órgãos, dentre eles o fígado. (…) Ele disse que eles não sabem mais o que fazer, não sabem se tem alguma coisa mais para ser feita, que o estado dela é muito grave”, contou ela, aos prantos.

Câncer aos 18 anos e perda do marido

De acordo com o Jornal O Dia, a jornalista tinha apenas 18 anos quando descobriu que estava com um câncer nas células do sistema linfático. Fez o tratamento da doença em São Paulo.

Era a primeira de cinco batalhas contra o câncer que teria pela frente. Dezenove anos depois, aos 37, foi diagnosticada com um tumor maligno na mama e, logo em seguida, com um câncer na tireoide. Em 2016, enfrentou mais uma vez outro câncer de mama, que em 2020 evoluiu para uma metástase nos ossos.

Em 23 de março deste ano, a jornalista revelou estar com câncer pela quinta vez, agora no osso da bacia. Na época, ela anunciou que a doença não estava regredindo com o tratamento via oral e que precisaria fazer uma quimioterapia venosa.

Em maio de 2014, perdeu o marido Maurício Torres. O narrador e apresentador esportivo morreu de falência múltipla de órgãos decorrente de quadro infeccioso.

Em junho de 2019, Susana Naspolini lançou o livro ‘Eu Escolho Ser Feliz’, uma autobiografia que enfatiza sua luta contra o câncer e o otimismo que diz ser seu motor de superação para seguir em frente.

Carreira

Susana Dal Farra Naspolini Torres, mais conhecida como Susana Naspolini, nasceu no dia 20 de dezembro de 1972, em Criciúma, Santa Catarina. Filha da professora Maria Dal Farra Naspolini e de Fúlvio Naspolini, sócio de uma transportadora de cargas, Susana sempre sonhou em ser repórter.

Ao longo da carreira, destaque para o começo da jornada onde passou pela SBT, em Santa Catarina, onde foi apresentadora e editora-chefe em Joinville. No início do século Susana foi trabalhar em São José dos Campos (SP).

Com informações ND Mais

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp