Notícias de Caçador e Região

Jogadores do Figueirense não entram em campo, e Cuiabá vence por W.O. na Série B do Brasileiro

Jogo era para acontecer nesta terça-feira, mas os jogadores optaram por não entrar em campo

287

Os jogadores do Figueirense cumpriram a ameaça e não entraram em campo para enfrentar o Cuiabá na noite desta terça-feira, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O motivo é o protesto pelos salários atrasados. Com isso, o Cuiabá venceu por W.O. (placar de 3 a 0), ficando com os três pontos da partida. Por volta das 20h20, os jogadores deixaram o hotel em direção à Arena Pantanal. No vestiário, permaneceram até por 40 minutos, enquanto os jogadores do Cuiabá realizaram o aquecimento no gramado. Na sequência, voltaram ao veículo e foram embora.

O Figueirense agora fica sujeito a punições em duas frentes: pela CBF e pelo STJD. Como foi o primeiro W.O. do time, a punição será a derrota na tabela (por 3 a 0) e multas. Em caso de reincidência, o clube fica sujeito a ser excluído da competição. O Alvinegro muito provavelmente será denunciado em dois artigos: o 203 (“deixar de disputar partida sem justa causa”) e o 191 “(deixar de cumprir regulamento”). Nos dois casos, a pena é a mesma: multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Ou seja: além dos R$ 5 mil pela CBF, o Figueira está sujeito a ser multado em até R$ 200 mil pelo STJD.

Minutos após o W.O. ser confirmado, a diretoria do Figueirense pronunciou por meio de nota. Confira abaixo:

O Figueirense Futebol Clube comunica que a decisão de promover o W.O. na partida da Série B do Campeonato Brasileiro desta terça-feira, 20 de agosto, contra o Cuiabá, em Mato Grosso, é exclusiva dos jogadores profissionais relacionados para o confronto. Vale ressaltar que a comissão técnica se apresentou normalmente para a disputa e o setor de logística do Alvinegro promoveu todos os procedimentos prévios para entrada em campo dos atletas.

A paralisação do elenco do Figueirense começou na tarde da última sexta, quando os jogadores não se reapresentaram após a derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta em Florianópolis. A atitude se repetiu no fim de semana. No domingo, por meio de nota, a diretoria afirmou que quitaria o salário CLT de julho e os dois meses de direitos de imagens em atraso no próximo dia 28 de agosto. Na sequência, os atletas rebateram o comunicado e exigiram o pagamento até esta terça – se não recebessem, não entrariam em campo, como de fato ocorreu.

O Cuiabá, confirmando a pontuação por conta do W.O., chega aos 26 pontos e se aproxima do G-4 da Série B. O Figueirense permanece com 20 pontos e cada vez mais próximo da zona de rebaixamento à Série C de 2020.

Com informações Globo Esporte

Veja Também
Comentários
Loading...