Notícias de Caçador e Região

Índios são presos com quase 2 quilos de maconha, vindos do MS para Fraiburgo

57

Dois índios foram presos, na madrugada desta terça-feira, 5, vindos do Mato Grosso do Sul para Fraiburgo, com 1,8 quilos de maconha, acusados de tráfico de drogas. A droga foi descoberta em uma operação da Polícia Militar de Fraiburgo, que vistoria os ônibus que chegam com safristas da maçã.

Os policiais receberam a informação de que neste ônibus, que seguia de Paranhos/MS, para Fraiburgo, estariam sendo trazidas drogas. Diante dos fatos, foi organizada uma operação que contou com a presença da Agência de Inteligência, além das guarnições de Rádio Patrulha compostas por diversas viaturas.

Os policiais montaram uma barreira, na SC 355, próximo ao Restaurante Tio Bastos, onde foi abordado o ônibus, com 45 passageiros, todos indígenas. Todos os passageiros foram revistados e, na mochila de J. D., foram encontrados dois pedaços grandes de maconha, enrolados em peças de roupas, além de 4 pedaços menores da droga, escondidos dentro de uma caixa de sabão em pó, somando 1.082 quilo.

Já na mochila de R. D., foi encontrado um tijolo de maconha, escondido entre algumas peças de roupas, pesando 734 gramas.  Ainda no local, foi verificado que J. D e R. D. são irmãos.

Com a apreensão realizada, a Policia Militar liberou os trabalhadores para seguirem sua rota e os dois acusados de tráfico, receberam voz de prisão.

Os presos e a droga, foram encaminhados a Central Regional de Plantão Policial (CRPP) de Videira, onde a ocorrência foi apresentada ao Delegado de plantão para as devidas providências.

Em entrevista ao Espião Notícias, o comandante da 2ª Companhia da PM, tenente Marcos Tarniovcz, lembra que no ano passado durante estas abordagens realizadas, foram apreendidas drogas e armas. “Por isso neste ano, novamente os policiais de Fraiburgo, Videira e Caçador estão trabalhando simultaneamente com a troca de informações, evitando que pessoas de outros estados, tragam estes ilícitos para nossa região”, explicou.

“Nosso serviço de inteligência e rádio patrulha, continuará em alerta, inclusive verificando a documentação dos abordados, para evitar que pessoas com mandados de prisão, circulem em nossa região”, destacou o comandante.

Veja Também
Comentários
Loading...