Hospital pode fechar as portas por falta de recursos, em Curitibanos

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

O Hospital Hélio Anjos Ortiz de Curitibanos, que possui mais de 30 anos de história, está enfrentando uma de suas piores crises. A instituição não recebe repasses financeiros do governo do Estado há quatro meses e luta para manter o atendimento prestado atualmente à população.

Na tentativa de sensibilizar o governo estadual quanto à importância dos recursos para o funcionamento do Hospital, uma comitiva de lideranças da região estará em Florianópolis, na próxima terça-feira (1º), para uma reunião com o secretário de Saúde Vicente Caropreso.

Segundo o diretor do hospital, Marcelo Pasolini, os repasses em atraso correspondem a duas parcelas do convênio assinado em 2016, que venceu em maio deste ano, e outras duas referentes ao convênio que já deveria ter sido renovado para o período de maio de 2017 a abril de 2018.

Ele também revelou que, há dois anos, o valor do documento assinado entre o HHAO e o governo do Estado não tem reajuste.”Entendemos a dificuldade do sistema, mas, sem esses valores, o Hospital não tem como se manter”, completou.

Segundo o diretor, o atraso e a falta de repasses vêm sendo administrados pela instituição, através de uma gestão consciente de recursos, no entanto, o orçamento chegou a seu limite.

Em outubro do ano passado, o Hospital já havia encaminhado uma carta ao governador Raimundo Colombo, relatando a situação e a necessidade de um maior comprometimento do Estado com a unidade de saúde curitibanense.

Agora, de acordo com o presidente da Fundação Hospitalar. Arnildo Gerhardt, há uma grande mobilização política, envolvendo representantes de diferentes esferas e partidos, na tentativa de encontrar uma solução viável para manter o atendimento no Hospital.

Com informações de Rádio Fraiburgo 

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp