Notícias de Caçador e Região

Homem estrangula ex-companheira e simula ‘suicídio’ em SC

A Polícia Civil trabalha para encontrar Jean Idalêncio Antônio, 30 anos, natural de Torres (RS) e apontado por matar sua ex-companheira no último sábado (11), em Passo de Torres, extremo Sul de Santa Catarina.

Caroline dos Santos Nunes Idalêncio, 23 anos, foi morta por volta das 5h,  região central de Passo de Torres, dentro da sua residência. A Polícia Militar, ao chegar no local, encontrou Caroline encostada na parede, com um lençol amarrado no pescoço.

A outra ponta do tecido estava amarrada na parede mas o relato é que o assassino teria alterado a cena do crime a fim de simular um suicídio.

Em contato com o delegado responsável pelo caso, André Couto, que é lotado na DP (Delegacia de Polícia) de Santa Rosa do Sul, a tese do estrangulamento ainda não se confirma pois o laudo do IGP (Instituto Geral de Perícia) não foi concluído.

Jean teve a prisão temporária decretada mas, até o fechamento do material, ainda não havia sido localizado. Delegado André, além de não dar mais detalhes sobre o possível paradeiro, revelou que ainda aguarda pela possível apresentação do suspeito.

Autor teria visto a vítima conversando com outro homem

Casados há seis anos e separados há um mês, Jean e Caroline saíram do Rio Grande do Sul em busca de oportunidades. Enquanto Jean é natural de Torres, Caroline era de Alvorada.

Ainda de acordo com o que foi repassado pela investigação, Jean não aceitava o término do relacionamento. Ele teria visto, na noite anterior, Caroline conversando com um outro homem e isso o teria revoltado.

Algumas fontes contatadas pela reportagem informaram que Caroline já estava em outro relacionamento, mas a tese, não foi confirmada pela investigação.

O caso

O registro foi feito ainda na madrugada de sábado quando a Polícia Militar foi acionada por um homem, acompanhado de um advogado. Na ocasião o homem relatou aos PMs que seu filho tinha revelado que, após uma discussão, teria asfixiado a mulher.

Logo após a confissão Jean Idalêncio fugiu. Algumas diligências foram feitas no local de trabalho de Jean, uma padaria localizada em Passo de Torres.

No local informaram que, na segunda-feira passada, dia 6, Jean pediu demissão “em função de problemas com a esposa”. Jean, segundo colegas de trabalho, teria admitido que intencionava ir embora até Itajaí.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.