Notícias de Caçador e Região

Homem é condenado a 31 anos de prisão por estuprar a própria filha no Oeste

Um homem foi condenado à pena de 31 anos, 9 meses e 1 dia de reclusão, em regime fechado, pelos crimes de estupro de vulnerável, estupro, em duas oportunidades, e tentativa de estupro, todos contra a própria filha, no município de São Bernardino, a 120 quilômetros de Chapecó. Segundo o Ministério Público (MP), os crimes ocorreram entre março de 2019 e janeiro deste anos.

De Acordo com o MP, o réu também foi condenado por ameaçar as conselheiras tutelares e entregar a direção de um veículo à filha, menor de idade, em um dos momentos em que praticou os crimes, resultando em mais nove meses de detenção, em regime semiaberto. A Justiça também fixou uma indenização por danos morais à vítima, no valor de R$ 25 mil, bem como declarou a incapacidade do condenado para o exercício do poder familiar.

Entenda o caso

Uma denúncia anônima chegou ao Conselho Tutelar de São Bernardino relatando os abusos sexuais praticados pelo homem contra a filha. Após prestarem os primeiros atendimentos à vítima, as conselheiras tutelares relataram os fatos à Polícia Civil, que, após a investigação do caso, concluiu que os abusos começaram quando a vítima tinha 12 anos e continuaram até cerca de um mês antes de ela completar 15 anos.

No curso das investigações, o Ministério Público ajuizou uma ação para encaminhar a adolescente à entidade de acolhimento institucional do município de Campo Erê, com o objetivo de resguardar os direitos dela. O pedido foi acatado pelo Juízo da Comarca de Campo Erê.

Assim que as conselheiras tutelares dirigiram-se à residência do réu para buscar os pertences da vítima e levá-los à entidade de acolhimento, foram ameaçadas pelo condenado, em razão da participação delas na elucidação dos abusos sexuais praticados contra a filha.

O Ministério Público considerou baixa a pena imposta ao pai e entrou com recurso contra a sentença para elevar o tempo de prisão.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.