Notícias de Caçador e Região

Homem denunciado por tentar matar a companheira com espada é condenado, em Caçador

Foi condenado a 10 anos e 8 mesesde reclusão, em regime inicial fechado, Sivaldino Alves Lisboa,  denunciado por tentar matar a companheira com uma espada. Ele foi submetido a júri popular nesta sexta-feira, 18, no Fórum da Comarca de Caçador. A sessão foi presidida pelo juiz Gilberto Killian dos Anjos. A acusação foi feita pela promotora Daniela Diamante, e na defesa, atuou o advogado Jivago Pizarro Shulte Ulguim.

O júri começou sem a presença da vítima e nem do réu. Na alegação da promotora, ela pediu a condenação do réu na totalidade da denúncia, onde que o réu só não consumou o crime por situação alheia a sua vontade.

As teses trabalhadas pela defesa foram à ausência de dolo e o afastamento das qualificadoras para que a pena não ficasse tão alta pelo tempo do crime, tendo em vista que é um caso de sete anos, e o processo se arrastou demais. Para o advogado, ele não quis matar a vítima, sendo que naquela situação, se ele quisesse ele tinha feito, e não foi o caso, acabou sim lesionando a vítima gravemente, mas em momento algum, a intenção era tirar a vida da companheira.

O réu, como aguardava o julgamento em liberdade, poderá recorrer da sentença em liberdade. A pena dele inicia em regime fechado.

O caso

Em maio de 2012, a DPCAMI de Caçador recebeu uma denúncia anônima informando que a vítima havia sido agredida por Sivaldino e estava internada no hospital em estado grave, pois teve afundamento no crânio.

Devido ao estado de saúde da vítima, a delegada na época, só conseguiu interrogar a mulher após ela ganhar alta. Em depoimento, a mulher disse que foi agredida com uma espada. Quando foi cumprido o mandado de prisão do indivíduo, ele ainda questionou o motivo de a delegada estar se metendo na briga do casal, sendo que não era nem parente.

 

Veja Também
Comentários
Loading...