Notícias de Caçador e Região

Homem de Caçador é morto após agredir motorista de App e fugir com seu carro, em Lages

Um homem, natural de Caçador, foi morto pela polícia no final da tarde desta terça-feira, 20, em Lages, após roubar um carro de aplicativo e agredir o motorista. A vítima foi agredida com coronhadas e ficou amarrada em uma mata, no interior de Capão Alto. O indivíduo foi identificado como sendo Jonathan da Silveira Marchetti, 28 anos.

Segundo informações repassadas à Polícia Militar, por volta das 14h o suspeito chamou um carro de aplicativo, na avenida Belizário Ramos, na região de Copacabana. Ele entrou no carro e após percorrer algumas ruas anunciou o roubo.

O homem estava muito agressivo e afirmou que iria matar o motorista. Ele pegou R$ 100,00 que estava na carteira da vítima, revistou o carro e como não encontrou mais nada pegou o celular dela para fazer uma transferência bancária, mas encontrou apenas R$ 17,00 na conta.

Como não conseguiu mais dinheiro, desferiu uma coronhada na cabeça do motorista, o amarrou e o colocou no porta-malas. Ainda conforme o motorista, o homem ligou para uma mulher pedindo se matava ou não. Em seguida, o criminoso seguiu para Capão Alto pela BR-116.

Após andar por estradas de chão, o criminoso deixou o motorista amarrado em um local afastado e fugiu sentido à Lages. Logo em seguida, a vítima conseguiu se soltar e pedir ajuda em uma propriedade.

Assim que a PM foi acionada, iniciaram as buscas r acompanhamento por câmeras de videomonitoramento. Neste momento, os policiais foram informados de um acidente de trânsito na rua Simão Moritz, na área central de Lages.

O criminoso colidiu na lateral de um Renault Clio, fugindo a pé em seguida e pulou um muro invadindo uma residência e se escondeu dentro de um HB20 e estava em posse de uma arma de fogo.

Os policiais entraram no imóvel e flagraram o suspeito saindo do veículo com a arma nas mãos apontando em direção dos policiais. Diante disto, os policiais dispararam onde que Jonathan foi a óbito.

O local foi isolado e foram acionadas as Polícias Civil e Científica. Dentro do HB20 estava uma mulher que teria um relacionamento com o suspeito.

Jonathan possuía diversas passagens pela polícia e possuía um mandado de prisão em aberto por roubo.

Com informações Notícia no Ato

Veja Também

Comentários estão fechados.