Notícias de Caçador e Região

Grupo de mulheres do CRAS realiza passeio turístico em Pinheiro Preto

O grupo de mulheres do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV) dos Cras Norte e Martello realizou na sexta-feira, 11, um passeio turístico até a cidade de Pinheiro Preto, a atividade faz parte do serviço oferecido no Cras como forma de garantia ao direito ao lazer e ao convívio comunitário aos membros do grupo.

Acompanhadas pelas orientadoras sociais, psicóloga, assistente social e pela diretora dos Cras, Gisele Zarur, o grupo visitou a Vinícola da Serra e o antigo túnel de trem. Na vinícola o grupo realizou a tradicional visita a fabricação de vinho e sucos de uva. Também visitaram o Parque do Imigrante onde puderam aprender sobre a história e as tradições da cultura italiana. Os responsáveis pela vinícola presentearam o grupo com uma garrafa de suco de uva para cada visitante.

“Vejo que esses momentos são únicos para elas que muitas vezes não tem oportunidade de realizar esse tipo de passeio. Esse momento foi de integração entre elas e a equipe. Onde Cras Norte e Martello passaram um tempo de descontração. Com essas atividades sempre temos um objetivo que é mostrar outras realidades e integração”, destacou a diretora Gisele.

A responsável pelo Museu Histórico Pedro Lorenzoni, Sônia Scraboto Baldicera, acompanhou o grupo até o túnel do trem, onde relatou a história de sua construção e a ligação da cidade e da região com a Guerra do Contestado.

Para Marili Lino Sales, participante do grupo de mulheres do Cras Martello o passeio foi importante para aprender sobre as diversas propriedades e funcionalidades da uva e do vinho, segundo ela foi bom aprender o preparo de outros doces e bebidas com a matéria prima.

Já para Jandira Aparecida Pires, do grupo de mulheres do Cras Norte, o passeio foi além de divertido, cheio de aprendizados. “Eu não conhecia as máquinas que fazem o vinho, conhecia amassado com os pés. Valeu a pena e o vinho é muito gostoso”, finalizou.

O serviço tem como objetivo fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. O SCFV possui um caráter preventivo, pautado na defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades dos usuários.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.