Notícias de Caçador e Região

Grupo de indígenas faz protesto na área de segurança do STF

Um grupo de indígenas protestou na tarde deste domingo (25) na área de segurança externa do STF (Supremo Tribunal Federal).

Os manifestantes invadiram o lugar e estariam pedindo a libertação do cacique José Acácio Serere Xavante, que integrava o acampamento feito por aqueles eleitores insatisfeitos com o resultado das eleições de outubro. As informações são do R7.

Os militares da Polícia Militar do DF ficaram um do lado do outro, fazendo uma barreira, na porta do Supremo, para garantir a segurança.

Cacique Serere foi preso suspeito de fazer manifestações antidemocráticas em Brasília. Ele também teria feito várias ameaças ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pedido que pessoas armadas impedissem a posse de Lula.

O nome do indígena esteve envolvido nas manifestações violentas registradas em 12 de dezembro, em Brasília, que deixaram rastros de vandalismo em alguns pontos da capital.

Os atos aconteceram em protesto à prisão de Serere. Eles tentaram invadir a sede da Polícia Federal, incendiaram ao menos sete veículos e deixaram quatro ônibus queimados. Os manifestantes pediam a libertação do suposto cacique.

Com informações ND Mais 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.