Notícias de Caçador e Região

Gabriel Monteiro é transferido para o presídio de Benfica, no Rio

Preso preventivamente na noite de segunda-feira (7/11), por acusação de estupro, o ex-vereador Gabriel Monteiro foi transferido na manhã desta terça-feira (8/11), por volta de 7h40, para o Presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

A prisão do ex-policial militar foi decretada pela 34ª Vara Criminal do Rio. Ele se apresentou na 77ª Delegacia de Polícia de Icaraí, na cidade de Niterói (RJ).

A transferência foi decretada pelo mesmo juiz que determinou a detenção, Rudi Baldi Loewenkron. Ele também ordenou que a arma de fogo e os celulares de Monteiro sejam apreendidos. O processo corre em segredo de justiça.

Segundo a investigação, a vítima teria conhecido o ex-vereador em 15 de julho, na boate Vitrinni da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Logo depois, os dois teriam ido para a casa de um amigo do youtuber no bairro do Joá, na Zona Sul. No local, Monteiro teria tido comportamento violento e estuprado a mulher, ameaçada com uma arma de fogo.

Antes de ir para a delegacia, ele gravou um vídeo em que nega o crime e disse que vai provar sua inocência.

Cassação

A Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovou, em 18 de agosto, a cassação do ex-vereador. O parlamentar perdeu o cargo após diversas denúncias de estupro, exposição de crianças e crime sexual devido à divulgação de um vídeo íntimo com uma adolescente de 15 anos.

Vereadores aprovaram a cassação por 48 votos a dois. Dos 50 vereadores, apenas Gabriel Monteiro e Chagas Bola (União Brasil) votaram contra a cassação.

Monteiro foi acusado de quebra de decoro parlamentar, gravação e compartilhamento de vídeo sexual com menor de idade, estupro e assédio sexual contra ex-funcionários.

Com informações Metrópoles 

Veja Também

Comentários estão fechados.