Notícias de Caçador e Região

Fiocruz diz que Brasil tinha transmissão comunitária no início de fevereiro

O novo coronavírus (Sars-Cov-2) circula pelo Brasil antes do primeiro diagnóstico oficial, segundo estudo feito pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). De acordo com a pesquisa, entre 19 e 25 de janeiro, havia ao menos um caso de de Covid-19 no país.

Já a transmissão comunitária — quando não é possível identificar a origem da infecção —, confirmada oficialmente em 13 de março, teria começado no Brasil na primeira semana de fevereiro.

Esses levantamentos desvendam pontos importantes da trajetória do vírus no país. Com base nesses dados, é possível observar que a Covid-19 vírus já circulava pelo país antes do Carnaval, período repleto de aglomerações, o que pode ter facilitado ainda mais a propagação do Sars-Cov-2.

O estudo mostra, ainda, que houve mortes por Covid-19 antes do primeiro óbito confirmado no país, em 17 de março. As descobertas foram possíveis através da análise de registros sobre Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil.

Uma apuração do Ministério da Saúde endossa essa tese, já que a pasta divulgou recentemente que quase 40 casos, antes do primeiro diagnóstico oficial, estavam sendo investigados no país.

Oficialmente, o primeiro caso do Brasil ainda é o do paciente diagnosticado em 26 de fevereiro. Porém, existem pelo menos três evidências de que a Covid-19 chegou ao Brasil antes do primeiro diagnóstico oficial: os registros de SRAG, as descobertas recentes sobre a origem do vírus em outros países e notificações suspeitas encaminhadas ao Ministério da Saúde.

Com informações IG 

Veja Também
Comentários
Loading...