sábado , 22 julho 2017
Início / Colunas / Exportações de carnes catarinenses em queda – Por Ericsson Luef

Exportações de carnes catarinenses em queda – Por Ericsson Luef

Exportações de carnes catarinenses em queda

A informação é do Governo do Estado e preocupa. Nada para nos tirar o sono, mas pelos menos para deixar em alerta.

O mês de abril registrou uma retração nas exportações de carnes de aves e suínos, setores fundamentais para a economia catarinense. Os dados apontam uma queda de 16,8% de toneladas exportadas em relação a março.

Com isso, a arrecadação também caiu.

As receitas dos embarques de carne de frango somaram US$ 134,7 milhões, 18,66% menor do que em março. Já as exportações de carne suína geraram US$ 53,9 milhões, menos do que o arrecadado no mês anterior.

Os motivos

O Governo do Estado aponta dois motivos para a retração em abril.

O principal é ainda o reflexo da desastrada Operação Carne Fraca, desencadeada de forma espalhafatosa pela Polícia Federal em março.

Com a divulgação irresponsável, colocando todos os milhares de produtores do país e de Santa Catarina no mesmo saco de uma minoria, importantes mercados externos se retraíram, para acompanhar os desdobramentos das investigações.

Além da incerteza gerada, outro fato apontado pelo Governo é a grande quantidade de feriados em abril, três.

Retomada

Mas a expectativa para os próximos meses é positiva, pela excelência da pecuária catarinense.

Somos o maior produtor do país de carne suína e o segundo maior de frango.

Atendemos o marcado nacional e estamos presentes com nossos produtos em 120 países.

São 18 mil produtores ligados às agroindústrias. Somente o setor de carnes gera 60 mil empregos diretos.

Somos o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, fazemos parte de uma zona livre de peste suína clássica com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal.

A pecuária catarinense é uma força que puxa nossa economia para cima.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Ericsson Luef

Ericsson Luef
Eu sou Ericsson Luef e venho da loira Blumenau, no Vale do Itajaí. Na cidade, minha família construiu uma história de sucesso, um empreendimento que é referência nacional.A Companhia Hemmer, empresa que completou cem anos em 2015, que tenho o orgulho de presidir o Conselho Administrativo. Contamos com 700 colaboradores, responsáveis pela produção de 350 itens alimentícios. Sou um apaixonado por esportes, em especial o futebol. Fui dirigente do Metropolitano, equipe de Blumenau, e sou vice-presidente da Federação Catarinense de Futebol.Mais recentemente comecei a militar na política, por entender que apenas cidadãos de bem podem mudar o estado de coisas que assistimos no Brasil. Se queremos um país diferente, precisamos de posturas diferentes e sair da nossa zona de conforto

Veja também

Construção do Plano Municipal da Saúde é tema da 8ª Conferência de Saúde

A 8ª Conferência Municipal de Saúde, realizada na quarta-feira, 19, contou com a presença da …