Ex-vice-governador de SC morre aos 94 anos

Jonathan Ribeiro

Jonathan Ribeiro

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Ex-Vice

Ex-vice-governador Paulo Konder Bornhausen era cidadão honorário de vários municípios do Oeste

O ex-vice-governador de Santa Catarina, Paulo Konder Bornhausen, morreu nesta sexta-feira, dia 22, aos 94 anos, em Florianópolis. Segundo a família, a causa da morte foi falência múltipla de órgãos. O corpo do político será sepultado no cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis, por volta do meio-dia deste sábado, dia 23.

Paulo nasceu no Rio de Janeiro, em 6 de setembro de 1929. Era filho do empresário Irineu Bornhausen, duas vezes eleito prefeito de Itajaí e governador eleito de Santa Catarina em 1950.

Casado desde 4 de fevereiro de 1954 com Ivete Theresinha Dalcanale Bornhausen, tinha dois filhos e cinco netos.

Formou Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) no Rio de Janeiro, onde exerceu a advocacia.

A vida pública veio como uma sequência natural. Eleito deputado estadual em 1954, dois anos depois ascendeu à presidência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Na condição de presidente, foi vice-governador até a eleição do vice Heriberto Hülse. No governo de Hülse, ocupou o cargo de secretário do Interior e Justiça de Santa Catarina em 1958. Voltou à advocacia e se tornou empresário, sócio-diretor das Máquinas Raimann S.A, em Joinville, e da Carbonífera Treviso S.A., no município de Treviso.

Paulo Konder Bornhausen é cidadão honorário das cidades de Bom Jesus, Taquara, São Leopoldo e Caxias, no Rio Grande do Sul; Londrina, Nova Esperança, Pato Branco, Medianeira e União da Vitória, no Paraná; São Miguel do Oeste, São Lourenço do Oeste, Chapecó, Xanxerê, Brusque, Joaçaba, Concórdia, Caçador, Porto União, Canoinhas, São Bento, Timbó, Ibirama, Araranguá, Tubarão, Braço do Norte, Campos Novos, Capinzal, Ouro, Jaraguá do Sul, Mafra, São Joaquim, Tangará, Rio do Sul, em Santa Catarina.

O ex-vice-governador integrou até 2008 o escritório “Bornhausen, Amarante e Zimmer Advogados”, onde exerceu a profissão de advogado. Em 2011, foi eleito conselheiro do BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento Econômico). Também foi autor de livros como “Retrato Político de uma Época 1954-1960” e “Receitas de um Chef Amador”.

Com informações Oeste Mais 

LEIA TAMBÉM: Justiça determina que casal do Oeste matricule os filhos na rede regular de ensino

EXPOCDR

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp