Notícias de Caçador e Região

Ex-vereador de Calmon, Nerizinho, condenado pela morte de Amélia Bertotto, é preso

Foi preso, nesta quarta-feira, 20, o ex-vereador de Calmon, Cloreni de Almeida, o Nerizinho, condenado pelo assassinato de Amélia Bertotto, ocorrido em 2012. Ele foi condenado a 18 anos e 8 meses de prisão. Além dele, já haviam sido condenados três pessoas, Alisson Donyzett de Almeida, Edinei Cleiton Almeida, filhos do ex-vereador e José de Melo Alves.

O ex-vereador foi condenado em 2019, mas aguardava recurso em liberdade, quais todos foram rejeitados pelas instâncias superiores. O mandado de prisão foi expedido pelo Poder Judiciário de Caçador no dia 13 de outubro.

O caso

Amélia Bertotto foi brutalmente assassinada em casa, na Linha São João de Cima, interior de Calmon no mês de setembro de 2012, durante o pleito eleitoral. O filho da vítima, na época com 15 anos, também foi baleado.

Nerizinho foi preso no início do mês de novembro do mesmo ano, junto com outras duas pessoas. Mas a defesa conseguiu a liberdade do então vereador para aguardar julgamento em liberdade.

O então policial da ativa, Valdecir Budal, foi preso quatro dias depois por suspeita de envolvimento no crime. Também aguarda julgamento em liberdade.

Conforme apurado na época, o crime teria sido motivado por conta de rixa política, uma vez que foi cometido próximo ao dia das eleições municipais, cujo Nerizinho concorria a reeleição, onde acabou sendo eleito.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.