Notícias de Caçador e Região

Ex-padrasto se entrega à polícia e assume assassinato de menina de 2 anos, em Treze Tílias

Um homem, de 31 anos, se apresentou à polícia e acabou preso, na manhã desta quarta-feira, 27, suspeito pela morte da menina de 2 anos, em Treze Tílias. A menina foi encontrada morta na noite desta terça-feira, 26. O homem é ex-padrasto da vítima.

A mãe da menina contou à Polícia Militar que deixou a filha em casa com o ex-companheiro para ir trabalhar e que conversou com ele em torno das 14h30. Embora estivessem separados há cerca de dois meses, o homem frequentava a casa da família. Porém, quando retornou do serviço encontrou a menina morta na cama, com um corte profundo no pescoço, por volta das 20h.

O Corpo de Bombeiros Voluntários esteve na casa da família e confirmou a morte da criança, que era segurada pela mãe no colo. No dia do crime, o suspeito teria se oferecido para levar a criança à creche, o que normalmente era feito por um tio. Ele teria justificado que a levaria para a escola pois iria comprar presentes para a enteada.

O suspeito, segundo a polícia, fugiu após o crime. Já na manhã desta quarta-feira, o homem se entregou à polícia. Ele ligou à central de plantão policial e informou que estava em uma casa no bairro São José.

As polícias Civil e Científica trabalham na investigação do caso. O delegado Marcelo Martins, responsável pelo caso, disse que em breve serão repassadas novas informações. A Polícia Militar informou que ainda não foi possível apurar se houve violação ou abuso sexual na vítima. O Conselho Tutelar acompanha a história.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.