Notícias de Caçador e Região

Ex-campeão do UFC compartilha fake news e cai em pegadinha nas redes sociais

O lutador Vitor Belfort, ex-campeão do UFC, caiu em uma pegadinha ao compartilhar nas redes sociais uma notícia falsa. Na imagem, um texto dizia que um general das Forças Armadas chamado “Benjamin Arrola” pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma explicação sobre as eleições após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O lutador é apoiador declarado de Jair Bolsonaro (PL), candidato derrotado nas urnas.

A publicação dizia: “O General Benjamin Arrola das Forças Armadas declarou que o exército deu 24 horas para que o TSE explique o que houve nas urnas no domingo. Segundo ele, as forças armadas já estão a postos para a tomada do poder caso não haja nenhuma explicação coerente”.

O nome fictício do juiz foi usado propositalmente no post para que, quem compartilhasse a notícia falsa, cometesse uma gafe. O trocadilho tem teor sexual quando lido rapidamente. O lutador também publicou uma enquete nas redes sociais, perguntando se seus seguidores acreditavam em corrupção nas urnas durante as eleições.

Durante a campanha nas últimas eleições, Belfort usou as redes sociais para manifestar seu apoio ao atual presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro. Desde a derrota, apoiadores de Bolsonaro têm manifestado resistência para aceitar o resultado das urnas.

Apesar do posicionamento político, Belfort mantém sua rotina de competições. No próximo dia 19, ele enfrentará o pugilista americano Hasim Rahman Jr.

Com informações Terra 

Veja Também

Comentários estão fechados.