Notícias de Caçador e Região

Entenda as regras que Suzane von Richthofen terá de cumprir no regime aberto

Suzane von Richtohofen deixou a Penitenciária Feminina I de Tremembé, no interior de São Paulo, aos 39 anos, após o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) conceder a progressão para regime aberto nesta quarta-feira (11).

Suzane von Richthofen foi condenada em 2002 pela morte dos pais Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen. As informações são do R7.

Ao R7, o advogado criminalista Fernando Castelo Branco explicou que a sentenciada pode continuar trabalhando e estudando durante o dia, como acontecia no regime semiaberto, que Suzane cumpria desde 2015.

Agora, a diferença é que, no período noturno, ela deve se recolher em sua residência ou em uma casa de albergado.

“As casas de albergado são estabelecimentos para pessoas que têm pouco potencial agressivo e estão em fase final de cumprimento de pena. Em razão do bom comportamento, não representam uma ameaça à sociedade. Existem cerca de 70 casas no Brasil, das quais apenas quatro são destinadas a mulheres”, afirma Castelo Branco.

Como o número de estabelecimentos prisionais para mulheres em regime aberto é pequeno, para o advogado criminalista, provavelmente Suzane vai permanecer em prisão domiciliar.

Nesse caso, ela deve seguir algumas regras determinadas pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, como:

  • recolher-se das 22h às 5h;
  • não andar na companhia de pessoas que estejam cumprindo pena ou de adolescentes que cumprem medida socioeducativa;
  • nunca portar armas de fogo;
  • permanecer em casa nos feriados e domingos;
  • não usar bebidas alcoólicas nem substâncias ilícitas;
  • não frequentar locais de prostituição, jogos nem bares.

Caso alguma condição do regime domiciliar seja descumprida, Suzane pode perder o benefício e retornar ao sistema prisional.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.