Notícias de Caçador e Região

Em protesto, unidades prisionais não receberão novos presos e serão fechadas

Os policiais civis e penais farão uma manifestação na próxima terça-feira (20), em protesto a reforma da previdência dos servidores públicos. O ato acontecerá em frente a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), às 14h.

Devido as dificuldades das tratativas entre servidores e o Governo do Estado, o presidente do Sindicato dos Policiais Penais e Agentes de Segurança Socioeducativos, Ferdinando Gregório, informou que os portões das unidades prisionais de Santa Catarina serão fechados para que não recebam novos detentos.

“Nós vamos montar tendas e barracas, nós vamos acampar a partir do dia 20 até o dia 22 na frente da Alesc, até que nós consigamos construir uma emenda dentro do parlamento”, revelou.

O presidente também diz que todos os meios de conversação e negociação foram esgotados. “Infelizmente não fomos atendidos, em razão disso o movimento tende a ser mais enérgico”, completou.

Ainda conforme Gregório, um documento será entregue até esta sexta-feira (16), a corregedoria geral de execução penal do Estado, com a superlotação de todas as Unidade Prisionais e indicativo de efetivo baixo.

“Por não respeitar a superlotação e as regras de segurança as unidades prisionais serão fechadas, sem mais recebimento de preso em flagrante, em cumprimento de mandado de prisão ou evasão. Não entrará mais presos nas unidades prisionais a partir de terça-feira (20)”, finalizou.

Com informações Portal da Cidade

Veja Também

Comentários estão fechados.