Notícias de Caçador e Região

DIC desencadeia operação “Escamoteio”, no Casep, em Caçador

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Caçador, cumpriu na manhã de desta quinta-feira, 17, três mandados de busca e apreensão em uma investigação que apura eventuais desvios de valores e itens da unidade do Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (CASEP), unidade de internação, de Caçador.

O CASEP é o local onde adolescentes em conflito com a lei cumprem medidas socioeducativas provisórias e definitivas, uma espécie de “presídio” para aqueles que têm menos de 18 anos.

A Polícia Civil investiga denúncias de desvios de alimentos e outros objetos que teriam sido adquiridos com recursos públicos e estariam sendo utilizados em finalidades distintas daquelas a que se destinariam, o que configura, em tese, crime de peculato, que tem pena que pode chegar a doze anos de reclusão.

Uma funcionária do local é apontada como suspeita dos desvios.

Foram cumpridos mandados de busca na manhã desta quinta na casa da suspeita, em uma frutaria da cidade e na sede do próprio CASEP. A polícia apreendeu na casa da investigada objetos que teriam sido adquiridos com dinheiro público e estavam na residência sendo usados por ela, configurando a princípio o desvio apontado.

Documentos e computadores foram apreendidos na sede do CASEP e na frutaria. A investigação também apura a participação dos proprietários desse estabelecimento na prática criminosa.

A pedido da Polícia Civil, a funcionária do CASEP de Caçador, unidade de internação, foi afastada do cargo que ocupava e está proibida de se aproximar das dependências do centro, ou de manter contato com funcionários do local, testemunhas e demais investigados e ela será monitorada por tornozeleira eletrônica.

Além do crime de peculato, também são investigados os delitos de falsidade ideológica, dentre outros.

O nome da operação, escamoteio faz alusão ao ato de se fazer algo desaparecer de modo que não se perceba.

Todo material apreendido será analisado pelos policiais civis, sendo parte deles enviado a Polícia Cientifica para elaboração de laudos.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.