Notícias de Caçador e Região

Desperdiçando recursos, reparos na SC 135 voltam a se comprovar ineficientes

A saga persiste. Há mais de 20 anos os processos de “tapa-buracos” na SC 135, no sub-trecho de 32,2 quilômetros, entre Porto União a Matos Costa se mostram ineficientes. Um buraco para recursos públicos.

Conhecida como a “Estrada da Amizade”, rodovia que liga Porto União a Caçador, passando por Matos Costa e Calmon, o trecho corta a área do território catarinense conhecida como “Região do Contestado”. Assim sendo, o trocadilho é inevitável: uma situação “de guerra” entre usuários e governo estadual diante do descaso com a região.

Mesmo com recentes obras de recuperação nos pontos críticos na pista e no acostamento, bem como obras de reciclagem profunda da base e capa asfáltica a deterioração destes repetidos serviços, os próprios recortes na pista de rolamento para os tapa-buracos estão como se fossem crateras.

Mais uma vez resta comprovada a ineficiência pelas fotos publicadas em rede social pela usuária Carla Wilhems esta semana.

Marcelo Storck assume coordenadoria regional

Nesta sexta-feira (29), o jornalista Marcelo Storck tomou posse na Coordenadoria do Planalto Norte da Associação dos Usuários das Rodovias do Estado de Santa Catarina – AURESC. A alçada compreende os municípios de Bela Vista do Toldo; Canoinhas; Irineópolis; Itaiópolis; Mafra; Major Vieira; Monte Castelo; Papanduva; Porto União e Três Barras.

Storck ressaltou que a Auresc reforçará seus esforços na defesa de que estrada estadual seja reconstruída. “Não podemos deixar de buscar nossos direitos e a coordenaria é mais uma ferramenta que utilizaremos em busca desse bem comum”, disse Marcelo.

Enquanto jornalista, ele acompanha essa busca por melhores condições desde os anos 2000, tendo participado das manifestações populares, principalmente aquelas após mais uma das tragédias na “Curva do Tomate” que ceifou a vida de três pessoas da família Dalmolin, em 2014, bem como incitando com suas ações jornalísticas a Audiência Pública do mesmo ano, realizada em São Miguel da Serra.

BR-280

No entorno da BR-280 ao longo dos 316 quilômetros entre o porto de São Francisco e Porto União, no Planalto Norte catarinense, reside uma população de 1,6 milhão de pessoas. Em 2020, somente nos municípios do trecho atualmente em obras, foram gerados cerca de R$ 19 bilhões em impostos federais e mais de R$ 5,5 bilhões em ICMS, representando um PIB (Produto Interno Bruto) superior a R$ 74 bilhões.

A BR-280 é uma rodovia transversal, que inicia em São Francisco do Sul, ingressa no Estado do Paraná e termina na divisa de SC/PR, em Dionísio Cerqueira, município catarinense que faz fronteira com a Argentina. Trata-se de um importante corredor para escoamento da produção do Planalto Norte do Estado para o Porto de São Francisco do Sul.

Inclusive, uma das propostas que Storck continuará defendendo é a que apresentou em seu projeto doado à secretaria de turismo e Porto União em 2017, bem como enquanto esteve vereador em 2021 (Marcelo é 1º suplente do PL): denominar a estrada como “Rota 280”, para incrementar o turismo que já existe em suas imediações.

Com informações A2 Portal de Notícias 

Veja Também

Comentários estão fechados.