Notícias de Caçador e Região

Depois de polêmica com Cobalchini, secretário Carlos Hassler é exonerado da Secretaria de Infraestrutura

O secretário Carlos Hassler foi exonerado do cargo de secretário de Infraestrutura do Estado na tarde desta quinta-feira, 6. O fato ocorre após a polêmica envolvendo o deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB). O secretário-adjunto da pasta, Thiago Augusto Vieira, é quem assume o comando da secretaria. Hassler chegou a se posicionar sobre o impasse com Cobalchini em nota enviada à coluna na tarde desta quinta-feira. O episódio teria ocorrido na terça-feira, de acordo com Hassler.

A reunião no gabinete do secretário terminou em polêmica. O encontro tinha a presença de representantes da prefeitura de Pinheiro Preto, no Meio-Oeste catarinense. O grupo levava uma demanda burocrática ao secretário e tinha o deputado estadual como integrante da missão. Mas o parlamentar diz ter sido impedido por Hassler de participar da reunião ao entrar na sala.

A reação foi imediata na Assembleia Legislativa (Alesc). O relato de Cobalchini motivou uma chuva de críticas a Hassler e ao governo Moisés de diferentes partidos: “Quando o prefeito (de Pinheiro Preto) foi chamado, como sempre faço, adentrei ao gabinete espaçoso do secretário e ele se disse surpreso com minha presença e enfatizou que o assunto era entre Estado e município e que portanto eu era um estranho, embora conhecendo o tema. O secretário pediu que me retirasse, o que fiz”, contou Cobalchini.

Primeira mudança

Hassler é o primeiro secretário do governo Carlos Moisés da Silva a deixar o alto escalão. Nenhuma troca ainda havia sido feita na linha de frente, apenas no cargos abaixo. Segundo apurou a coluna, o clima para o secretário não era nada favorável nos últimos dias dentro da própria secretaria. Hassler é coronel da reserva do Exército Brasileiro.

Ele foi escolhido para assumir a função no final de 2018, durante a transição de governo. Logo nos primeiros dias o militar se envolveu em polêmicas por conta da sua postura em entrevistas, principalmente ao responder sobre a obra do acesso ao aeroporto e ao Sul da Ilha, em Florianópolis.

Thiago Vieira, que agora é o novo secretário, foi indicado para o cargo de adjunto na metade de 2019. É um dos homens de confiança do ciclo de militares próximos ao governador Moisés. Antes disso, ele estava na secretaria de Administração. Vieira é major da PM catarinense.

Com informações de Anderson Silva/NSC

Veja Também
Comentários
Loading...