Notícias de Caçador e Região

Dengue: 144 cidades de SC somam mais de 11,5 mil focos

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) divulgou nesta sexta-feira, 12, boletim sobre a situação da vigilância entomológica do Aedes aegypti e a situação epidemiológica da dengue, febre de chikungunya e zika vírus, com dados computados ao longo do ano de 2017. Na lista aparece Porto União como cidade infestada pelo mosquito Aedes aegypti e Canoinhas registra um caso de febre chikungunya importado, ou seja, a pessoa infectada vinha de outra região, neste caso, de Minas Gerais.

Ao longo do ano passado foram identificados 11.567 focos do mosquito Aedes aegypti, em 144 municípios. Neste mesmo período em 2016, haviam sido identificados 7.006 focos em 139 municípios. O número de focos de 2017 é 65,1% maior quando comparado ao mesmo período do ano de 2016.

Em relação à situação entomológica, já são 63 municípios considerados infestados, o que representa um incremento de 26% em relação ao mesmo período de 2016, que registrou 50 municípios nessa condição.

A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

 DENGUE

No período de 1º de janeiro a 30 de dezembro de 2017 foram notificados 2.498 casos de dengue em Santa Catarina. Desses, 16 (1%) foram confirmados (todos pelo critério laboratorial), 157 (6%) estão inconclusivos (classificação utilizada no SINAN nos casos em que após 60 dias da data de notificação, ainda estiverem sem encerramento da investigação), 2.259 (90%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 66 (3%) casos suspeitos estão em investigação pelos municípios.

Do total de casos confirmados (16) até o momento, dois são autóctones, com transmissão dentro de Santa Catarina, nove são importados (transmissão fora do estado), dois são indeterminados, por não ser possível determinar o Local Provável de Infecção (LPI) e três permanecem em investigação de LPI. Em comparação ao último boletim, houve o aumento de um caso importado, com residência em Florianópolis.

Na comparação com o mesmo período de 2016, quando foram notificados 13.966 casos, observa-se uma redução de 82% na notificação de casos em 2017 (2.498 casos notificados) (Figura 3). Já em relação aos casos confirmados, enquanto em 2017 até o momento somente 16 casos de dengue foram confirmados no estado, no mesmo período em 2016 haviam sido confirmados 4.379 casos.

Com informações JMais

 

Veja Também

Comentários estão fechados.