Notícias de Caçador e Região

Defensoria Pública apura denúncia de maus-tratos contra presos em Joaçaba

Familiares de detentos que estão presos no Presídio Regional de Joaçaba, denunciaram diversas restrições que foram impostas pela nova administração da unidade, nesta semana.

De acordo com eles, as medidas submetem os presos à privações, onde eles chegam a ficar até cinco dias sem tomar banho, sendo obrigados a ficar apenas com uma cueca, e são proibidos de receberem cartas da família. Além disso, os colchões foram retirados e também há relato de casos de tortura.

Os presos também reclamam da alimentação, pois a última do dia é servida às 17 horas.

No feriado do dia 12 de outubro, a Polícia Militar teve que ser acionada para ajudar a controlar o início de um motim, mas o caso não chegou a ser divulgado.

O site Caco da Rosa, que recebeu a denúncia, entrou em contato com a Defensoria Pública de Joaçaba, que informou que instaurou um procedimento interno e tem realizado inspeções presenciais no presídio para apurar os fatos e tomar medidas judiciais.

Com informações Caco da Rosa 

Veja Também

Comentários estão fechados.