Notícias de Caçador e Região

Decreto com novas medidas contra Covid-19 em escolas de SC será publicado nesta semana

O decreto com as novas medidas de combate à Covid-19 que serão aplicadas nas escolas de Santa Catarina deve ser publicado no Diário Oficial do Estado até esta quarta-feira (11). A previsão foi feita pelo secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, em entrevista a NDTV.

Nesta segunda-feira (2), as aulas na rede estadual e no ensino municipal de várias cidades retornaram após o tradicional recesso do meio do ano. Será a partir deste segundo semestre que o Estado vai colocar em prática algumas mudanças no enfrentamento à Covid-19 no ambiente escolar.

De acordo com o secretário, o PlanCon Edu (Plano de Contingência Estadual para Educação) criado no primeiro semestre foi remodelado para o segundo através de uma portaria e de um decreto.

A vacinação de professores e profissionais de educação contra a Covid-19 e a melhora do cenário da pandemia em Santa Catarina justificaram as alterações.

“Balizamos os protocolos sanitários prevendo maior participação dos alunos nas escolas. É importante para o aprendizado fortalecer a relação entre aluno, escola, professor e família”, afirmou Vampiro.

Novas medidas

Uma das medidas anunciadas é o início de um projeto-piloto para testagem de casos suspeitos nas escolas, que será feito por meio de um termo de cooperação entre SED (Secretaria de Estado da Educação) e SES (Secretaria de Estado da Saúde).

No caso de suspeita, a equipe gestora da escola deverá encaminhar o aluno, professor ou servidor para realização de teste em um Posto de Saúde do município.

Durante o segundo semestre, a testagem será feita nas regiões que apresentarem maiores índices de contaminação pela Covid-19. A ideia é ampliar a testagem para todos os 295 municípios catarinenses em 2022. Os recursos dos testes serão adquiridos em convênio entre a Secretaria de Estado da Educação e a Secretaria de Estado da Saúde.

Também foi definido que haverá diminuição do distanciamento entre estudantes nas salas de aula, de 1,5 metro para 1 metro. Segundo a SED, o objetivo é aumentar a capacidade de atendimento presencial.

Além dessas medidas, haverá uma abertura gradativa das escolas para recebimento de projetos externos. Para realizar suas apresentações, os grupos deverão apresentar um projeto ao comitê de retomada das aulas presenciais.

Busca ativa
A Secretaria de Estado da Educação quer intensificar, neste segundo semestre, a busca ativa pelos alunos que deixaram os estudos.

“O aluno que não tem mais contato com a escola será identificado pelo diretor. Diante disso, o diretor vai entrar em contato via aplicativo de mensagens, e-mail e até presença física na casa do aluno. Vamos mostrar a importância de resgatá-lo e trazê-lo ao ambiente escolar”, afirma.

O secretário reforça que dados técnicos e científicos mostram que a escola é um ambiente seguro.

Prazo de 30 dias
As novas medidas passarão a valer para todas as redes de ensino. As escolas terão um prazo de 30 dias para se adequar às novas regras a partir da data de publicação do decreto.

De acordo com a SED, esse prazo foi estabelecido para respeitar as especificidades e o tempo de adaptação das escolas, cada uma de acordo com a sua realidades.

Com informações ND Mais

Veja Também

Comentários estão fechados.