Notícias de Caçador e Região

COVID-19: Há um ano, Carlos Moisés decretava situação de emergência e anunciava as primeiras medidas

Há exatamente um ano, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, decretava situação de emergência. Na oportunidade, foram anunciadas as primeiras medidas para tentar conter os até então poucos casos confirmados de Covid-19, no Estado, assim como também tentar evitar ou retardar a primeira morte.

Era uma terça-feira, onde que após longa reunião com equipe técnica foi elaborado o primeiro decreto restritivo, após a confirmação de transmissão comunitária em território catarinense.

Nesta época o vírus ainda estava longe de Caçador, tendo o primeiro registro confirmado da doença no dia 7 de abril.

Da noite para o dia, comerciantes tiveram que fechar suas portas e a recomendação para ficar em casa iniciou. O anúncio das medidas que foi feito na noite deste dia fatídico, já passou a valer no dia seguinte com a recomendação de uso de máscara, qual passou a ser obrigatória logo depois.

Apenas serviços essenciais foram mantidos e iniciava então o trabalho remoto, conhecido como Home Office.

De lá para cá, abraços passaram a ser proibidos e restava apenas uma incerteza dos próximos dias e meses.

Um ano depois do primeiro decreto, a situação no Estado se agravou e agora enfrentamos o pior momento, com pessoas morrendo por falta de UTI.

Atualmente, Santa Catarina soma 740.856 casos, destes 8.958 mortes, com uma média de 100 mortes diárias.

Veja Também

Comentários estão fechados.