Notícias de Caçador e Região

Coronavírus: PM registra quase sete mil ocorrências de desrespeito a restrições em SC

A Polícia Militar registrou quase sete mil ocorrências por desrespeito às restrições contra o coronavírus neste fim de semana em Santa Catarina. Entre sábado, dia 18, e domingo, dia 19, foram 6.972 chamados. Desse total, 3.404 resultaram em notificações, com 1.248 termos lavrados e 312 interdições.

Segundo o comandante da PM, o coronel Dionei Tonet, a maioria das ocorrências foi em cidades do Litoral catarinense localizadas nas regiões consideradas em nível gravíssimo para a doença. Entre elas, estão a Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí e regiões de Laguna, Joinville e Criciúma.

“Nós tivemos diversas festas, muitas em pequenas chácaras, mas também em praias e bares que ficaram abertos na região litorânea”, explicou o comandante da PM.

Na sexta-feira, dia 17, o Governo do Estado ampliou as restrições para as regiões consideradas em nível gravíssimo, voltando a suspender ônibus e proibindo a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos, como parques, praças e praias, entre outras medidas.

O comandante Dionei Tonet falou ainda sobre as dificuldades da polícia para fiscalizar as restrições e citou que tem observado uma mudança no comportamento das pessoas, que, segundo ele, não estão mais “pensando com empatia”.

​“A sociedade não está acreditando na necessidade de manutenção do distanciamento social. A gente tem observado que muitos membros da comunidade já não acreditam mais no problema estar presente, e é justamente esse pensamento que está trazendo a maior dificuldade para os órgãos de fiscalização. Nós não estamos conseguindo convencê-los de que eles têm que ficar, então estamos tendo que agir”, declarou o comandante.

Santa Catariana vive um momento de aumento de casos e mortes pelo coronavírus. Somente neste domingo, foram registrados mais 23 óbitos pela doença. O total de mortes já chega a 685, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O número de casos confirmados chega a 53, 3 mil.

Com informações Diário Catarinense 

Veja Também

Comentários estão fechados.