Notícias de Caçador e Região

Coronavírus em SC: Estado receberá mais 91,2 mil doses de vacina contra Covid-19

Santa Catarina receberá mais 91,2 mil doses de vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira, 3. A previsão de chegada é às 8h20 no aeroporto de Florianópolis. A informação foi confirmada pelo governador Carlos Moisés após uma audiência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na tarde desta terça, 2, em Brasília. O ministro confirmou ainda que visitará o Oeste do Estado nesta sexta-feira, 5. O roteiro deve incluir as cidades de Chapecó e Xanxerê.

As vacinas que chegarão a Santa Catarina nesta quarta-feira foram produzidas pelo Butantan. Segundo Carlos Moisés, o Governo do Estado repetirá as operações já realizadas anteriormente, para garantir uma célere distribuição aos municípios, responsáveis pela aplicação das doses. “A nossa política é que, em 24 horas, nós vamos fazer essa vacina chegar a todos os lugares de Santa Catarina”, disse o governador

Das 91,2 mil doses, metade (45.600) será distribuída aos 295 municípios catarinenses, para dar continuidade à vacinação dos trabalhadores da saúde e idosos com idade entre 80 e 84 anos, conforme recomendação do Ministério da Saúde (MS). O restante ficará armazenado para garantir a aplicação da Dose 2 (D2) na população desses grupos, em um intervalo de 2 a 4 semanas.

“Com mais essas doses, vamos conseguir avançar ainda mais na vacinação dos trabalhadores da saúde e dos idosos acima de 80 anos para, em breve, com o recebimento de mais doses, ampliar para outras faixas etárias”, explica João Augusto Brancher Fuck, diretor da Dive.

Até o momento, Santa Catarina recebeu 405,8 mil doses da vacina contra a Covid-19, tanto da Coronavac, quanto da Oxford-AstraZeneca. Com a chegada das novas doses, esse número passará para 497 mil.

Ministro vem ao estado na sexta-feira

A respeito da visita do ministro ao Oeste, o Carlos Moisés falou que pretende mostrar a situação da região em relação à pandemia. O chefe do Executivo catarinense também indagou ao ministro sobre a possibilidade de uma compra centralizada dos remédios do kit intubação, a fim de evitar um desabastecimento a nível nacional.

Também participaram da audiência com o ministro em Brasília o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e os deputados federais Carmen Zanotto, Celso Maldaner, Daniel Freitas.

Veja Também

Comentários estão fechados.