Notícias de Caçador e Região

Com Covid-19, Luciano Hang diz: “A primeira pergunta que você se faz é se vai sobreviver”

Internado em um hospital em São Paulo (SP), com Covid-19, o empresário Luciano Hang fez uma ‘live’ nas redes sociais nesta quarta-feira (20) para falar sobre seu estado de saúde. Disse que as pessoas não devem subestimar a gravidade da doença e defendeu o ‘tratamento precoce’, ao qual afirma ter se submetido. O tratamento, que inclui remédios como ivermectina, hidroxicloroquina e antibióticos, não tem respaldo da ciência.

– A primeira pergunta que você se faz é será que vou sobreviver, que meu tratamento vai dar certo? Serei um paciente leve, médio ou com problemas? – disse Hang.

A informação de que o empresário estava internado foi publicada pela Folha de S. Paulo, na terça-feira (19). A mulher dele, Andrea, e a mãe, Regina, também estão hospitalizadas. Andrea e Luciano estão estáveis, e estão recebendo alta, segundo o empresário informou aos seguidores. Regina Hang está na UTI, em recuperação.

A família está internada no hospital Sancta Maggiore, no Morumbi, que pertence à rede Prevent Senior – uma das pioneiras no uso da hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19 no Brasil. Hang disse que se contaminou porque estava acompanhando a mãe no hospital.

– Minha mãe não fez o tratamento precoce. Eu faço. Procurei o hospital que atendia conforme o que eu acredito.

O tratamento precoce entrou no centro das polêmicas envolvendo o Ministério da Saúde depois que foi recomendado e incentivado pelo governo federal como solução para a explosão de casos de Covid-19 em Manaus (AM). Uma equipe de médicos chegou a fazer peregrinação em postos de saúde para estimular a distribuição do protocolo.

Dias depois da visita do ministro, pessoas morreram no Amazonas por falta de suprimento de oxigênio, que é fundamental para o suporte de vida de pacientes graves. O governo optou por priorizar o tratamento, ao invés da logística de insumos.

Diante da repercussão, o ministro da Saúde passou a dizer que não incentivou o tratamento precoce – mas acabou desmentido pelo registro de suas próprias afirmações anteriores. Nos últimos dias, imagens de incentivo ao uso de remédios como cloroquina e ivermectina foram apagadas das redes sociais da presidência da República.

Vacinas

Durante a conversa com os seguidores nesta quarta, Luciano Hang também respondeu a algumas perguntas. Uma delas foi sobre a vacina. O empresário disse que é a favor da imunização, mas não abre mão de tratamento “preventivo e precoce”.

– Prefiro pecar pelo excesso.

Com informações NSC Total 

Veja Também

Comentários estão fechados.