Circulação de ônibus é suspensa em 111 cidades de SC por causa da Covid-19

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

A semana começou com novas restrições contra o avanço do coronavírus em pelo menos 111 dos 295 municípios catarinenses. Os ônibus municipais e intermunicipais pararam de circular nesta segunda-feira (20) nas cidades que estão em sete regiões com situação gravíssima por causa da Covid-19. A suspensão foi determinada pelo governo estadual até 2 de agosto.

Santa Catarina foi o estado com maior alta de mortes, sendo 125%. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, são 53,3 mil casos de Covid-19 e 685 mortes provocadas pela doença.

Nas mesmas 111 cidades sem transporte público, desde sábado (18) também estão proibidas a permanência e a aglomeração de pessoas em locais públicos, como parques, praças e praias. A exceção é para atividade física individual, mas na Grande Florianópolis a prática não é permitida nos fins de semana por decreto municipais.

As sete regiões em vermelho com situação gravíssima, segundo o mapa de risco do governo estadual, são as regiões Carbonífera, Região de Laguna, Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Nordeste e Região de Xanxerê.

Em Blumenau, também no Vale, o transporte coletivo foi suspenso na semana passada pela prefeitura e o decreto do Estado prorroga a suspensão em mais uma semana.

Em Tubarão, no Sul, os serviços não essenciais e também ônibus tinham sido suspensos semana passada e, assim como em Blumenau, o decreto estadual prorroga a suspensão do transporte até 2 de agosto. Em Itajaí, no Vale, e em Xanxerê, no Oeste, o transporte coletivo não tinha voltado a circular desde março.

Grande Florianópolis
Já em outros cidades o impacto foi direto, como em Joinville, no Norte, e em cidades da Grande Florianópolis onde o transporte voltou a circular em 8 de junho. Na capital, voltou em 17 de junho. O Sindicato das empresas de transporte da região criticaram a suspensão, mas respeitaram o decreto.

No Terminal de Integração do Centro (Ticen) fitas foram colocadas para evitar o acesso de passageiros e o local estava vazio, assim como os outros terminais na capital.

A exceção é para os trabalhadores da saúde e da limpeza urbana, que terão algumas linhas especiais para atendê-los. Eles precisam se identificar com crachás ou outra identificação no acesso à plataforma B, no Centro, e aos ônibus. As linhas e horários do transporte municipal e intermunicipal desses trabalhadores está no site da prefeitura de Florianópolis.

Norte do estado
Em Joinville, no Norte catarinense, os ônibus também não funcionam. A prefeitura informou em nota que ficou surpresa com a suspensão determinada pelo governo.

Na cidade haverá apenas transporte aos trabalhadores da saúde e também, através de fretamento, para passageiros que trabalham em empresas ligadas à Câmara de Diligentes Logistas.

Outras 12 cidades da região Nordeste catarinense estão incluídas na determinação: Balneário Barra do Sul, Araquari, São Francisco do Sul, Barra Velha, Corupá, Garuva, Guaramirim, Itapoá, Jaraguá do Sul, Massaranduba, São João do Itaperiú e Schroeder.

Sul de SC
Nas duas regiões do Sul catarinense impactadas, são 30 municípios sem transporte público, incluindo 10 cidades que já tinham suspendido serviços na semana passada por causa da Covid-19 e com suspensão prorrogada.

Além da suspensão do transporte coletivo e de permanência em locais públicos por causa do avanço do coronavírus em sete regiões em situação gravíssima, o governo prorrogou a suspensão das aulas presenciais públicas e particulares até 7 de setembro em todo território catarinense. A exceção é para o ensino superior, que teve algumas atividades liberadas em 6 de julho.

A fiscalização nas 111 cidades com restrições foi intensificada no fim de semana, com o decreto proibindo desde sábado permanência em locais públicos e diversas irregulares foram constatadas.

Com informações G1 SC

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp