Notícias de Caçador e Região

Catarinenses participam de protestos contra Jair Bolsonaro

Cidades de Santa Catarina registraram protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na manhã deste sábado (3). O ato foi convocado por movimentos que integram as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, e também a CUT (Central única dos Trabalhadores).

Manifestações ocorrem em vários pontos do país, neste que é o terceiro protesto contra o governo em dois meses. Em Santa Catarina, algumas cidades registraram as primeiras mobilizações durante a manhã.

Em Florianópolis a manifestação começou por volta das 9h30, no Centro. A concentração começou na praça Tancredo Neves, em frente à Alesc, e seguiu para outras regiões do bairro. Às 11h30, segundo a Polícia Militar, o protesto estava nas imediações da avenida Rio Branco.

De acordo com a organização, quase 15 mil pessoas estiveram no ato da Capital nas primeiras horas. Com faixas e cartazes, os manifestantes pediram mais vacina e a saída do presidente. O protesto foi pacífico e, segundo a PM, não houve registro de ocorrências.

No Sul do Estado, em Criciúma, o protesto começou por volta das 9h, na avenida Universitária, no bairro Santa Luzia. Já em Tubarão, um grupo colocou cruzes e acendeu velas na praça Walter Zumblick em homenagem às vidas perdidas durante a pandemia.

Em Blumenau, principal cidade do Vale do Itajaí, a manifestação teve início às 10h, na praça do Teatro Carlos Gomes, no Centro. Os manifestantes protestam especialmente pela vacina contra a Covid-19 para todas as pessoas e pela saída do presidente e do vice Hamilton Mourão (PRTB) dos cargos. Houve distribuição de adesivos, camisas e máscaras PFF2.

Em Joinville, maior cidade de Santa Catarina, o protesto começou por volta das 10h15 na praça da Bandeira, no Centro. O manifestantes, compostos por pessoas da comunidade e representantes de sindicatos e movimentos sociais, gritavam “Fora Bolsonaro”. Eles organizaram uma caminhada logo após a concentração. O pedido por manter o distanciamento e pelo uso de álcool em gel e de máscaras também seguia constantemente.

Em Chapecó, no Oeste, o ponto de encontro foi a Catedral Santo Antônio. Os manifestantes iniciaram, às 10h, uma caminhada pela avenida Getúlio Vargas, no Centro. O protesto foi encerrado por volta das 11h.

 

 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.