Notícias de Caçador e Região

Casal acusado de assaltar e sequestrar taxista é preso

Foi preso no final da noite desta terça-feira, dia 12, o casal suspeito de assaltar e sequestrar um taxista durante uma corrida entre os municípios de Ponte Serrada e Irani.

Gracieli Aparecida Kittel e Sidinei de Lima, ambos de 26 anos, foram localizados na Linha Alegre I, interior de Ponte Serrada. Eles foram levados para a delegacia, onde o taxista reconheceu os autores.

O casal foi detido enquanto caminhava por uma estrada de terra na Linha Alegre I. Uma mulher informou a Polícia Militar após ter visto os dois. Segundo a PM, o homem e a mulher não ofereceram resistência no momento da abordagem.

De acordo com a guarnição, a mulher usava uma blusa listrada nas cores rosa e branco, uma calça legging e estava descalça. Já o rapaz usava uma regata na cor preta, calção de tactel com as inscritas pretas, tênis marrom e meias cinzas. A mochila, o celular e o dinheiro roubado do taxista não foram encontrados com eles.

O crime

Momentos de pânico foram vividos por um taxista na tarde desta terça-feira, dia 12, após uma corrida entre os municípios de Irani e Ponte Serrada. O motorista foi alvo de assalto e sequestro pouco depois das 17 horas na comunidade 25 de Maio, interior de Ponte Serrada.

Os criminosos chegaram a apontar uma arma de fogo contra ele, que teve também uma faca pressionada no pescoço. O taxista foi rendido e colocado no porta-malas do veículo, um Renault/Logan, com placas QHJ-0793 de Irani. O homem só conseguiu sair depois que o casal abandonou o veículo, cerca de meia hora após rodar com ele preso no porta-malas.

Ainda em Irani, por volta das 16h20, o taxista recebeu o pedido do casal para realizar uma corrida até Ponte Serrada. O motorista então apanhou o homem e a mulher e seguiu em direção à cidade. Inicialmente a corrida seria para a Vila Pouso dos Tropeiros (CTG). Mas, durante o caminho, o casal pediu para o taxista entrar na comunidade 25 de Maio.

Após transitar por mais de meia hora, ele ouviu o anúncio do assalto. Segundo relatou à Polícia Militar, o autor disse “é um assalto e um sequestro”, ordenando o taxista a desligar o carro. Com uma arma apontada nas costas, a vítima ainda teve uma faca, com cerca de dez centímetros de lâmina, pressionada contra o pescoço.

De acordo com a PM, os autores mandaram o taxista desembarcar e amarraram o homem com os braços para trás, colocando-o no porta-malas do veículo, que trafegou por mais 30 minutos até os bandidos pararem o carro após a proteção dos amortecedores traseiros se soltar.

Pedindo socorro

Ao perceber que o automóvel estava parado e os autores tinham deixado o veículo, a vítima começou a gritar por socorro, ao mesmo tempo em que fazia força com uma chave de rodas para abrir por dentro o porta-malas. O taxista conseguiu sair sozinho e pediu ajuda a populares, que acionaram a Polícia Militar.

Segundo a PM, um perito criminal foi acionado para fazer os levantamentos no local e examinar o táxi, que não foi apreendido e acabou entregue ao filho da vítima logo em seguida. A polícia também realizou diversas buscas, mas não encontrou os autores do crime.

Identificação

Ainda conforme o relato do taxista, o casal é conhecido dele e mora em Irani. O homem e a mulher levaram do veículo o celular da vítima e cerca de R$ 100 em dinheiro de papel e moedas.

Com informações do Oeste Mais.

Veja Também
Comentários
Loading...