Notícias de Caçador e Região

Casa de Passagem de Caçador já acolheu mais de 130 pessoas em 2021

A Casa de Passagem São Francisco de Assis acolheu, de janeiro a julho deste ano, 134 pessoas em situação de vulnerabilidade.

O espaço conta atualmente com uma equipe de nove servidores, sendo composta por educadores sociais (5), assistente social exclusiva para a alta complexidade (1), psicóloga/diretora (1), serviços gerais (1) e motorista (1).

“Além desses profissionais, contamos com uma equipe de sobreaviso, formada por seis assistentes sociais que realizam a abordagem social, busca ativa nas ruas, concessão de alimentos, roupas, cobertores e outras necessidades ou urgências”, afirma o secretário de Assistência Social, Januário Atanásio dos Santos.

Devido a pandemia, sendo uma das normas o distanciamento social, foram adquiridas através de processo licitatório, 20 vagas diárias em um albergue particular, para que fosse possível continuar acolhendo as pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Principalmente neste período de frio intenso, estamos trabalhando para que os moradores em situação de rua sejam acolhidos. Somente no Albergue, de junho até este mês, 43 pessoas foram acolhidas”, enfatiza Januário.

“Estamos trabalhando incansavelmente para que os cidadãos tenham acesso aos direitos sociais, porém como já falamos, existem algumas pessoas que não querem ser acolhidas. Mesmo assim, fornecemos agasalhos e cobertas para que elas não fiquem ao relento”, finaliza o secretário.

 

Veja Também

Comentários estão fechados.