Notícias de Caçador e Região

Cachorro acompanha cortejo e deita ao lado da sepultura do dono em SC

Uma história emocionante digna de roteiro de filme. Um cachorro acompanhou o cortejo fúnebre do seu dono e, assim que ele foi sepultado, deitou-se ao lado, surpreendendo e emocionando mais ainda os presentes no sepultamento. O caso aconteceu neste sábado, dia 6, em Rio Negrinho, no Planalto Norte de Santa Catarina.

A Funerária São Gabriel fez o funeral de um senhor de 61 anos em Rio Negrinho. O nome não foi divulgado. O velório ocorreu na capela da funerária, que fica em uma rua de bastante movimento. Havia muitos cachorros na rua, mas todos acharam que eram cachorros de rua.

No entanto, na hora de retirar o corpo da capela para levá-lo ao Cemitério Jardim Parque da Colina, durante o cortejo fúnebre a pé, familiares e amigos perceberam que um dos cachorros começou a segui-los. Todos os outros cães ficaram para trás e só um foi até o cemitério, que fica a cerca de 50 metros da capela, em Rio Negrinho.

O corpo foi retirado, colocado na sepultura. Os agentes funerários começaram a colocar as coroas de flores e perceberam que o cachorro não saía de perto. Ficou o tempo todo ali. Quando os funcionários terminaram de colocar as coroas, o cãozinho leal simplesmente se deixou ao lado da sepultura e ali ficou.

“O cachorro surpreendeu tanto a nós da funerária quanto todos os presentes no sepultamento. Depois, o pessoal comentou que o cachorro era do dono, que sempre foi muito apegado com animais. Na casa, o cachorro era muito próximo do dono”, comentou um dos agentes funerários da Funerária São Gabriel, que chegou se emocionar com a atitude do cãozinho.

A lealdade do cachorro, de fato, chamou muito a atenção dos familiares, amigos e agentes funerários.

“Realmente, mostrou que a frase ‘o cão é o melhor amigo do homem’ é verdadeira e faz todo o sentido”, comentou Fernando, da Funerária São Gabriel, cuja matriz fica em Campo Alegre.

Depois do sepultamento, os familiares levaram o cãozinho para casa. O dono morava no interior de Rio Negrinho. O nome e a causa da morte não foram divulgados.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.