segunda-feira , 29 maio 2017
Início / Notícias / Brasil / Caçadorense Agnaldo Schmitz, piloto da SuperBike, vence e fala dos desafios da competição

Caçadorense Agnaldo Schmitz, piloto da SuperBike, vence e fala dos desafios da competição

Conquistar o lugar mais alto do pódio requer esforço e vontade, o que não faltou para o caçadorense Agnaldo Schmitz, da ELB Escola de Pilotos, primeiro colocado na corrida da SuperBike Escola, nova classe para pilotos iniciantes.

O piloto estreou com tudo na competição. Durante os treinos livres e classificatórios que participou, se manteve entre os cinco mais rápidos da categoria. Já na corrida, acelerou bastante e completou a prova em 23min47s950, quase três segundos à frente do segundo colocado, Mauro Malato Lipe, #3.

A vitória foi uma surpresa emocionante e inesperada, já que Schmitz estava parado há cinco anos. “Ganhar na categoria escola é muito gratificante. Na verdade, não imaginava que tinha ganhado. Não achei que fosse conseguir depois de ficar esse tempo sem treinar e para mim, o 2º lugar já estaria ótimo. Agora vou batalhar para tentar ganhar o campeonato”, afirma.

O campeão conheceu o SBK por meio da ELB Escola de Pilotos, fez alguns track days e decidiu participar do campeonato. “Fui melhorando e resolvi tentar. Com certeza só consegui estar aqui por causa da categoria escola. Não teria condições financeiras para participar das outras que são profissionais e precisam de equipamento mais caro.”

Em Florianópolis, cidade onde mora atualmente, não tem autódromo, o que dificulta a preparação para as corridas. “Aqui não existe muitas coisas de motovelocidade. Me preparei cuidando do meu psicológico e condicionamento físico e percebi que isso fez a diferença na 6ª volta, quando outros pilotos começaram a perder rendimento por conta disso. Os treinos em pista mesmo fiz no final de semana

Schmitz viajou mais de 700km de carro para competir no SBK e mostrar o tamanho do seu sentimento pela motovelocidade. “É difícil fazer toda essa viagem por causa da parte financeira, mas a paixão pela moto fala mais alto. É algo que está no sangue desde pequeno, quando eu brincava com meus irmãos. É essa paixão que me faz encarar tudo isso. Todo mundo acha que sou louco, que é perigoso e vou contra tudo isso para poder correr.”

O número #123 da ELB Escola de Pilotos atualmente conta com o apoio da equipe para competir e está em busca de patrocínio, que espera conseguir após vencer a corrida e começar a ter uma visibilidade.

As categorias SuperBike e SuperSport Escola são novidades na temporada deste ano. Ambas são uma forma para os apaixonados pela motovelocidade entrarem no mundo das corridas, ganharem experiência e crescerem no esporte.

Com informações do Super Bike Brasil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Notícia Hoje

Notícia Hoje
O Portal Notícia Hoje foi criado com o objetivo de ser uma alternativa na comunicação online. Trazendo notícias de Caçador e região, aborda política, economia, segurança, esportes e variedades e já se consolidou como referência na informação com rapidez e credibilidade.

Veja também

Acusado de homicídio em Curitibanos se entrega para a Polícia

Um homem, acusado de ter matado Paulo Roberto Martarello, 53 anos, na tarde de quinta-feira, …