Notícias de Caçador e Região

Caçador recebe exposição “Guerra do Contestado: 100 anos de memórias e narrativas”

O Museu do Contestado apresenta, até 15 de fevereiro, a exposição itinerante “Guerra do Contestado: 100 anos de memórias e narrativas”. A mostra, promovida pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Sistema Estadual de Museus (SEM/SC) e Museu Histórico de Santa Catarina, aborda questões relevantes relativas ao maior conflito catarinense.

Os visitantes podem ir até o Museu de quarta a domingo, das 14h às 18h visitar a exposição de férias.

Entre os anos de 1912 e 1916, a região do Contestado, cujo território era alvo de disputas entre os estados de Santa Catarina e Paraná, foi palco de um dos mais sangrentos episódios da história do Brasil. Juntou-se à questão das fronteiras a eclosão de um surto messiânico influenciado pelo grande número de pessoas sem terras e sem emprego na região. Eram ex-camponeses, expulsos de suas terras para a implantação de uma madeireira, e ex-operários da estrada de ferro Brazil Railway, que trabalharam na construção e se viram sem trabalho com o fim do empreendimento.

A Guerra do Contestado colocou em evidência, pela primeira vez no Brasil, temas fundamentais do mundo contemporâneo: a ecologia, a liberdade religiosa, a posse da terra e a contestação de relações sociais arcaicas em pleno século XX. Teve grande influência nos rumos tomados pela sociedade catarinense no presente.

Veja Também

Comentários estão fechados.