Início / Destaques / Caça Fantasmas do Brasil revelam conclusão sobre as investigações do fenômeno das pedras

Caça Fantasmas do Brasil revelam conclusão sobre as investigações do fenômeno das pedras

No último final de semana estiveram em Joaçaba, João Tocchetto e Rosa Maria Jaques, conhecidos como Os Caça Fantasmas do Brasil. Eles vieram de São Paulo para investigar o fenômeno das pedras que atingiram casas na Linha Santa Clara Baixa, interior do município, caso que permanece sem explicação e sem a confirmação de que fosse provocado por vândalos.

Os Caça Fantasmas do Brasil tem mais de 170 mil seguidores no Youtube e há anos se dedicam a registrar fenômenos paranormais no Brasil e fora dele, detalhando tudo no canal. Publicaram também 2 livros.

Em entrevista concedida ao Portal Éder Luiz, eles revelaram que o fenômeno estava sendo provocado por um ancestral do ser humano, um alienígena que teria vivido em nossa região há milhares de anos.

O caso das pedras

As casas foram atingidas por pedras de tamanhos médios, que precisariam ser arremessadas por alguém com boa força e de perto para atingir os telhados. As ocorrências começaram na sexta-feira, 23 de novembro, e, segundo os moradores, foram até presenciadas por policiais militares, que não conseguiram identificar de onde vinham as pedras. O fenômeno cesso em 27 de novembro.

A moradora Dulce revelou que a primeira ocorrência foi por volta das 19h30 da sexta-feira. Naquele momento a Polícia Militar (PM) foi chamada pela primeira vez. Os policiais procuraram suspeitos no entorno das casas, mas não acharam ninguém. No sábado, 24, as casas foram novamente apedrejadas a noite. Os policiais estiveram no local e desta vez foram surpreendidos pelas pedras.

O relatório da PM registra que realmente guarnições estiveram no local registrando a ocorrência e frisa que as pedras foram vistas, mas que ninguém foi identificado como autor dos danos.

A reportagem constatou no local o tamanho das pedras. Algumas, que estão sobre as casas e um barracão, são grandes e para que atingissem os locais teriam que ser jogadas de uma distância média das residências, o que tornaria difícil não ver quem as jogou, mesmo com árvores e vegetação no entorno. Outra coisa que intriga, segundo Dulce, é que as pedras vêm de várias direções, como se as casas estivessem cercadas.

Com informações Rádio Atual FM 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Sobre Notícia Hoje

O Portal Notícia Hoje foi criado com o objetivo de ser uma alternativa na comunicação online. Trazendo notícias de Caçador e região, aborda política, economia, segurança, esportes e variedades e já se consolidou como referência na informação com rapidez e credibilidade.

Veja também

Senai Caçador está com vagas abertas para curso Técnico em Administração para 2019

O Senai Caçador está com vagas abertas para o curso de Técnico em Administração para …