Brasileiro procurado por assassinato é preso, e autoridades investigam suspeita de canibalismo

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

Um brasileiro procurado por assassinato foi preso no Aeroporto de Lisboa, em Portugal, transportando carne de origem suspeita. Segundo a imprensa europeia, Begoleã Mendes Fernandes, de 26 anos, era procurado pela morte de um jovem de 21 anos, na Holanda.

Ele viajou de Amsterdã para Portugal, onde faria conexão para Belo Horizonte, mas foi preso pela polícia sob suspeita de homicídio e de canibalismo, segundo informou a imprensa portuguesa.

Fernandes foi abordado por autoridades antes de entrar em um voo para Belo Horizonte. Ele chamou atenção dos agentes portugueses por usar um passaporte holandês vencido e documento de identidade falsificado. Em sua mala também foram encontradas roupas com vestígios de sangue, um aparelho telefônico e pedaços de carne embalados em plástico.

Ao ser detido no Aeroporto de Lisboa, o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) encontrou também um mandado de captura e extradição para Fernandes sob a suspeita de matar um homem de 21 anos, em Amsterdã. A vítima, que também era de origem brasileria, se chamava Alan Lopes. Ele foi encontrado morto na noite de 26 de fevereiro. O motivo do crime seria financeiro. Lopes teria tentado cobrar uma dívida de Fernandes.

Segundo a imprensa local, Fernandes não resistiu à prisão e aparentava calma, mas gerou ainda mais suspeitas ao falar sobre canibalismo com os policiais. A carne encontrada em sua mala foi levada para análise no Instituto de Medicina Legal de Lisboa, que irá esclarecer se a sua origem é humana ou animal.

Após a prisão, o suspeito foi transferido para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, “para efeitos de avaliação clínica” devido a uma lesão na mão direita.

Segundo seu perfil no Facebook, Begoleã Fernandes é natural de Matipó, em Minas Gerais. Ele se define como “um génio louco, 2% génio e 98% louco” e “bem humorado”.

* Com informações do Correio da Manhã e da revista Sábado. 

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp