Brasileiro é preso com 2,3 litros de cocaína líquida na Indonésia

Notícia Hoje

Notícia Hoje

As informações mais atualizadas de Santa Catarina, do Brasil e do Mundo!

Compartilhe

As autoridades da Indonésia anunciaram, na última terça-feira (28/2), que um brasileiro está preso após tentar entrar no país com 2,3 litros de cocaína líquida. O homem, apenas identificado pelas iniciais G.P.S, foi acusado de tráfico de drogas e deve receber pena de morte ou prisão perpétua.

O brasileiro levava uma mochila, uma mala e uma prancha de surfe. A cocaína foi depositada em seis frascos de produtos de higiene.

“Por suas ações, o perpetrador foi acusado de acordo com a Lei nº 35, de 2009, sobre entorpecentes, com pena máxima de morte ou prisão perpétua“, disse o chefe do Escritório Central de Alfândegas e Impostos Especiais de Soekarno-Hatta, Gatot Sugeng Wibowo.

Os fiscais da alfândega começaram a suspeitar do brasileiro após ele recusar a inspeção da bagagem com um comportamento “resistente e agressivo”. Devido à postura, ele foi encaminhado para uma sala de exames para fazer um “exame aprofundado”, que testou positivo para o entorpecente.

De acordo com as autoridades da Indonésia, o brasileiro desembarcou no Aeroporto Internacional Soekarno-Hatta em 1º de janeiro. O voo tinha partido do Rio de Janeiro, com escala em Doha, Qatar. Ainda segundo eles, G.P.S não tem trabalho fixo no Brasil e usou a justificativa de “passar férias em Bali” para entrar no país.

O brasileiro confessou que contrabandeou a cocaína a pedido de uma rede de traficantes que atua na América Latina e no Oriente Médio. Segundo ele, assim que chegasse na Indonésia entraria em contato com um membro do grupo.

Com informações Metrópoles 

Receba notícias, diariamente.

Salve nosso número e mande um OK.

Ao entrar você está ciente e de acordo com todos os termos de uso e privacidade do WhatsApp