Notícias de Caçador e Região

Bolsonaro mantém silêncio e se recusa a receber ministros após derrota para Lula

Uma hora depois de o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ter declarado Luiz Inácio Lula da Silva (PT) eleito presidente do Brasil pela terceira vez, Jair Bolsonaro (PL) mantém silêncio e se reuniu com o general Walter Braga Neto (PL), seu candidato a vice.

Segundo assessores da Presidência, Bolsonaro está no Palácio da Alvorada, onde ficou durante toda a tarde com seu filho Flávio Bolsonaro.

A Folha apurou que o presidente não quis falar ao telefone com ministros, nem recebe-los no Palácio após a derrota.

Mais tarde, o ajudante de ordem do presidente, Mauro Cesar Cid, avisou a ministros do governo que tentaram falar com o mandatário que ele foi dormir. Às 22h06, as luzes do Palácio da Alvorada foram apagadas.

O chefe do Executivo evitou falar com aliados e não fez nenhum pronunciamento público sobre a derrota para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições deste ano.

Um grupo de apoiadores ficou próximo ao Alvorada.

Mais cedo, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, disse que Bolsonaro o atendeu com “extrema educação e o agradeceu” pouco antes de ser anunciado o resultado oficial da eleição.

Moraes, como é praxe, ligou para ambos os candidatos, tanto para Bolsonaro como para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva.

A vitória do ex-presidente Lula marca algo inédito desde a redemocratização; Bolsonaro é o primeiro presidente a perder a disputa à reeleição. O próximo dia 31 de dezembro, data em que se encerra oficialmente o mandato, marcará sua saída do cargo, mas não da cena política.

Com informações Folha de São Paulo

Veja Também

Comentários estão fechados.