Notícias de Caçador e Região

Bolsonaro exonera Ciro Nogueira em penúltimo dia de mandato

No penúltimo dia de mandato, o presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou ministros e secretários-executivos que integravam o governo. Os atos foram publicados no Diário Oficial da União (DOU), nesta sexta-feira (30/12).

Entre os exonerados, estão o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

A saída de Ciro ocorre a pedido do próprio político. A reportagem questionou a motivação da solicitação, mas não obteve retorno até a última atualização do texto.

Veja a lista dos exonerados:

João Henrique Nascimento de Freitas – exonerado do cargo de assessor-chefe da assessoria especial do presidente da República;

Ciro Nogueira Lima Filho – exonerado, a pedido, do cargo de ministro-chefe da Casa Civil;

Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro – exonerado, a pedido, do cargo de secretário-executivo da Casa Civil;

Eduardo Aggio de Sá – exonerado do cargo de subchefe de análise governamental da Casa Civil;

Daniel de Oliveira Duarte Ferreira – exonerado do cargo de ministro do Desenvolvimento Regional;

Leonardo José Mattos Sultani – exonerado do cargo de secretário especial de desburocratização, gestão e governo digital do Ministério da Economia;

Felipe Ribeiro de Mello – exonerado do cargo de secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente;

Bruno Silva Dalcomo – exonerado, a pedido, do cargo de secretário-executivo do Ministério da Saúde;

Charles Roberto Martins da Silva – exonerado do cargo de secretário-executivo do Ministério do Turismo.

Os ministros de Michel Temer (MDB), presidente que antecedeu Bolsonaro, foram exonerados em 1º de janeiro de 2019, após o fim do mandato do emedebista.

Em ato do presidente também consta a autorização de férias, até fevereiro, do chefe da Advocacia-Geral da União, Bruno Bianco.

Com informações Metrópoles 

 

Veja Também

Comentários estão fechados.