Notícias de Caçador e Região

Bolsonaro em São Francisco do Sul: médico avalia estrutura hospitalar da cidade

O médico do presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve nesta quarta-feira (16) em São Francisco do Sul, Litoral Norte catarinense, para verificar a estrutura hospitalar oferecida pelo município. Isto porque o presidente deve passar uma semana de folga na cidade catarinense.

Bolsonaro deve chegar nesta sexta-feira (18) e deve permanecer até o dia 23, antevéspera do Natal. A viagem a passeio é para praticar pesca esportiva, em um roteiro que já havia sido planejado para o último mês. Esportes náuticos, como jet ski e mergulhos, também devem fazer parte do roteiro de folga.

O passeio foi planejado com o secretário Nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, que é de Itajaí.

Segundo o secretário, Bolsonaro ficará hospedado no Forte Marechal Luz, base histórica sob administração da 5º Divisão do Exército Brasileiro. O Forte Marechal Luz fica na praia do Forte, ao lado da Praia do Capri.

O médico particular do presidente esteve no Hospital Nossa Senhora da Graça nesta manhã onde se reuniu com uma médica, uma enfermeira e a secretária de Saúde de São Francisco do Sul, Nádia Raposo.

Segundo a secretária, o médico esteve na unidade fazendo um levantamento da estrutura, caso o presidente precise de atendimento. Ele visitou toda a estrutura hospitalar e pediu que reservasse um leito de enfermaria, o qual já está reservado, garantiu Nádia Raposo. Além disso, observou materiais e checou até se havia soro antiofídico (antídoto em eventual picada de cobra).

“Ele quis conhecer a estrutura e todo o suporte que eventualmente seja necessário ao presidente, preocupações normais”, acrescentou a secretária de Saúde.

O presidente deve vir acompanhado da filha e sem a primeira-dama.

Após conhecer a estrutura de saúde de São Francisco do Sul, o médico se dirigiu a Joinville, com o mesmo objetivo, de conhecer os hospitais, entre eles, o Dona Helena, até porque São Francisco do Sul não dispõe de leitos de UTI.

Todo esse levantamento inicial, além de ser protocolar por se tratar de comitiva presidencial, leva em conta a grande preocupação com a saúde do presidente, uma vez que ele gosta de se aventurar em esportes radicais.

Raio-x do hospital que o médico de Bolsonaro visitou

O Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça é unidade hospitalar de média e baixa complexidade que conta com Pronto Socorro Adulto, Obstétrico e Pediátrico.

Atualmente, é gerido pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH). Foi inaugurado em julho de 2012 e é dotado de sala de emergência, sala de isolamento para doenças infecto-contagiosas, consultórios médicos para consultas clínicas de emergência, Centro de Diagnóstico de Imagem, Centro Cirúrgico e sala de parto normal.

A estrutura é composta ainda por 24 leitos de internação, sete leitos de maternidade, um leito de isolamento clínico, quatro leitos pediátricos e um leito de isolamento pediátrico. Em razão da pandemia, boa parte dos leitos foi adaptada para receber pacientes com síndromes gripais e estágio inicial de Covid-19.

62º BI também está na organização

O 62º Batalhão de Infantaria de Joinville também está envolvido com a organização de segurança para a vinda do presidente da República ao litoral catarinense.

Hábito de se hospedar em bases militares

O presidente tem o hábito de se hospedar em bases militares a lazer. Em fevereiro deste ano, Bolsonaro foi ao Guarujá (SP) para passar o feriado de Carnaval na base militar do Forte dos Andradas, na praia do Monduba.

Desde que assumiu a Presidência, ele tem ido à instalação militar do Forte dos Andradas para períodos de descanso.

Por enquanto, a agenda de Bolsonaro em Santa Catarina ainda foi confirmada oficialmente pela Secretaria de Comunicação. Geralmente, os compromissos do presidente são divulgados um dia antes.

Sobre o Forte Marechal Luz em São Francisco do Sul

O Forte Marechal Luz fica a 15 km do Centro Histórico da Ilha de São Francisco e é um dos pontos mais belos do litoral norte catarinense. A fundação ocorreu durante o ano de 1909, sobre as ruínas do antigo forte, visando a fortificação militar daquela região.

No topo do Forte Marechal há uma bateria de artilharia de costa, composta de 4 canhões, que possibilitariam a defesa de costa em caso de situações belicosas, dado o caráter de instabilidade política mundial daquela época.

Com informações ND Mais 

Veja Também

Comentários estão fechados.